Minas Gerais registra crescimento notável em abertura de empresas em novembro

Estado apresenta aumento de 15,6% na constituição de empresas, com destaque para regiões do Alto Paranaíba e Triângulo Mineiro

Por Plox

07/12/2023 12h33 - Atualizado há 4 meses

Em novembro de 2023, Minas Gerais experimentou um significativo crescimento no setor empresarial, com a abertura de 6,7 mil empresas, excluindo microempreendedores individuais (MEI). Este número representa um aumento de 15,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg).

 

O ano acumulado de 2023 revelou um incremento ainda mais expressivo. Até novembro, o estado contabilizou 79,4 mil novas empresas, um salto de 10% em comparação com as 72 mil constituições do mesmo intervalo em 2022. Curiosamente, o número de empresas encerradas em novembro manteve-se estável, com um leve aumento de 0,47% em relação a 2022, totalizando 3.646 registros. No entanto, a variação anual foi mais marcante, com 44,8 mil encerramentos nos primeiros 11 meses de 2023, frente aos 42,4 mil do período correspondente em 2022, uma diferença de 5,6%.

 

A região do Alto Paranaíba destacou-se com o maior índice de crescimento na abertura de empresas em novembro, registrando um aumento de 38,2%. O Triângulo Mineiro e a região Noroeste também apresentaram números expressivos, com aumentos de 33,4% e 19,8%, respectivamente.

 

Belo Horizonte, a capital do estado, liderou o ranking municipal com a maior quantidade de novos negócios, somando 1.732 empresas abertas no mês. A nova presidente da Jucemg, Patrícia Vinte Di Iorio, nomeada pelo governador Romeu Zema (Novo) e empossada em 27 de novembro, comentou sobre os dados: “Minas Gerais se firma como um polo atrativo para novos investimentos”. A vice-presidência foi assumida por Iesser Anis Lauar, diretor da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Minas Gerais (Fecomércio MG).

Destaques