TSE e Anatel unem forças para combater desinformação gerada por inteligência artificial

Acordo visa aprimorar a segurança eleitoral e enfrentar desafios impostos pela IA nas eleições

Por Plox

07/12/2023 07h14 - Atualizado há 4 meses

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), presidido pelo ministro Alexandre de Moraes, firmou uma parceria significativa com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para combater a propagação de desinformação produzida por inteligência artificial (IA). Esta colaboração responde às preocupações crescentes sobre o impacto da IA na integridade dos processos eleitorais.

 rawpixel.com/Freepik

Estratégias de Enfrentamento

Uma mudança importante introduzida pelo acordo é a substituição do envio de determinações do TSE por oficial de Justiça por um sistema eletrônico. Este novo método busca acelerar o bloqueio de sites que disseminam notícias falsas, especialmente durante as eleições. O objetivo é garantir uma resposta mais rápida e eficaz contra a desinformação.

IA nas Eleições e Regulamentação

Na última segunda-feira, Moraes destacou a necessidade de regulamentar o uso da inteligência artificial nas eleições municipais de 2024. O ministro alertou sobre os riscos associados à IA, como a capacidade de alterar vídeos de candidatos para incluir declarações falsas, uma tática que pode influenciar significativamente os resultados eleitorais, especialmente em contextos de polarização política.

Destaques