Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Em caso de onda roxa, Vale do Aço deve ter toque de recolher e comércio não-essencial fechado

    As restrições que constam na onda roxa são impositivas, o que obriga o município a seguir as determinações

    Por Marcelo Augusto

    08/03/2021 14h54 - Atualizado há 7 meses

    Nesse final de semana, várias pessoas começaram a comentar sobre a possibilidade do Vale do Aço ser classificado na onda roxa. No sábado (6), mais duas regiões do Estado passaram para a onda roxa, pior classificação do Minas Consciente, o que permite apenas o funcionamento dos serviços considerados essenciais.

    Na onda roxa, as medidas são ainda mais restritivas do que a onda vermelha. Um exemplo é o toque de recolher das 20h às 5h e aos finais de semana. 

    Imagem: reprodução GOV-MG

     

    Atualmente, Ipatinga, em especial, não faz mais parte do programa Minas Consciente. Os protocolos que hoje estão sendo seguidos são de decretos municipais. Contudo, no caso da região do Vale do Aço ser classificada como onda roxa, todas as 35 cidades terão que cumprir todas as medidas de restrição.

    O que é terá que ser cumprido na onda roxa:

    Imagem: reprodução GOV-MG

     

    As regras para as cidades que estiverem na onda roxa incluem a proibição de circulação de pessoas sem o uso de máscara de proteção, em qualquer espaço público ou de uso coletivo, ainda que privado; a proibição de circulação de pessoas com sintomas gripais, exceto para a realização ou acompanhamento de consultas ou realização de exames médico-hospitalares; a proibição de realização de reuniões presenciais, inclusive de pessoas da mesma família que não coabitam; além da realização de qualquer tipo de evento público ou privado que possa provocar aglomeração, ainda que respeitadas as regras de distanciamento social.

    São considerados serviços essenciais:

    • -Setor de alimentos (excluídos bares e restaurantes, que só podem via delivery);
    • -Serviços de Saúde (atendimento, indústrias, veterinárias etc.);
    • -Bancos;
    • -Transporte Público (deslocamento para atividades essenciais);
    • -Energia, Gás, Petróleo, Combustíveis e derivados;
    • -Manutenção de equipamentos e veículos;
    • -Construção civil;
    • -Indústrias (apenas da cadeia de Atividades Essenciais);
    • -Lavanderias;
    • -Serviços de TI, dados, imprensa e comunicação;
    • -Serviços de interesse público (água, esgoto, funerário, correios etc.)

    Boletim de Ipatinga

    De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Ipatinga, a situação da covid-19 no município segue preocupante. Nesse domingo (7), uma morte em dias anteriores foi confirmada e a cidade já registra 428 mortes. Uma pessoa recebeu alta hospitalar.

    Imagem: Divulgação PMI

     

    Ao todo, contando os leitos de UTI Covid e não Covid, o município de Ipatinga conta com 101% de ocupação. O boletim ainda detalha que a UTI Covid tem uma taxa de ocupação de 102% enquanto a taxa de ocupação da UTI não destinada a pacientes com Covid segue com 100%.

    Os leitos de enfermaria Covid SUS tem 69% da capacidade ocupada e a enfermaria não Covid está com 88%.

    Vacinados

    Conforme os últimos dados divulgados pela atual administração de Ipatinga, no total fora 10.909 doses de vacinas aplicadas no município. 7.194 pessoas já tomaram a primeira dose e 3.715 já receberam a segunda dose.

    Dentre as pessoas vacinadas estão profissionais da saúde, e idosos com idade mínima de 80 anos nesta fase atual. 

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]