Homem é acusado de enterrar vítima viva após discussão sobre drogas em MG

Inquérito revela detalhes de crime ocorrido em 2016, em Patos de Minas

Por Plox

08/04/2024 19h28 - Atualizado há cerca de 2 meses

A Polícia Civil indiciou um homem de 43 anos por um crime ocorrido em dezembro de 2016, envolvendo homicídio qualificado, furto e ocultação de cadáver. O delegado Luís Mauro Sampaio detalhou que o conflito entre o suspeito e a vítima surgiu por desavenças relacionadas a drogas.

Foto: Reprodução/Freepik

Circunstâncias :

Durante uma discussão, a vítima foi nocauteada e, em um ato de crueldade, enterrada viva de cabeça para baixo em um buraco próximo ao local do confronto, em Patos de Minas, Alto Paranaíba. Acredita-se que a causa da morte tenha sido asfixia.

Investigação desafiadora:

A investigação enfrentou dificuldades iniciais devido ao medo entre as testemunhas, o que prolongou o processo. Com o tempo, no entanto, mais informações vieram à tona, permitindo que o caso avançasse.

Detalhes reveladores:

A descoberta do corpo foi feita após moradores da área notarem um odor forte e avistarem as pontas dos pés da vítima. O corpo foi exumado e examinado pelos bombeiros e peritos.

Evolução da investigação:

O delegado Sampaio observou que, apesar do silêncio inicial das testemunhas por medo de represálias, a disposição em compartilhar informações aumentou ao longo do tempo, facilitando o avanço do inquérito.

Indícios adicionais:

A Polícia Civil também investiga a possível participação de outra pessoa no crime, sugerida pela fuga de um indivíduo ligado ao suspeito logo após o fato.

O inquérito concluído será agora encaminhado ao Ministério Público, enquanto a investigação permanece ativa para esclarecer todos os detalhes e responsabilidades envolvidas neste evento.

Destaques