Ipatinga

economia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    PIB do Vale do Aço indica recuperação econômica progressiva da região

    Os setores de Serviços e Indústria foram os dois com maiores participações no PIB da RMVA, sendo Serviços responsável por 38,8% e Indústria por 37,46% do PIB da região

    Por Plox

    08/06/2021 10h28 - Atualizado há 3 meses

    Com a cifra R$17,007 bilhões, o Produto Interno Bruto (PIB) da Região Metropolitana do Vale do Aço de 2018 aponta para um reaquecimento da atividade econômica na região. Municípios do Colar Metropolitano com maior desempenho econômico apresentaram um saldo de R$5,332 bi. Os dados subsidiaram pautas levantadas pelos representantes da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (ARMVA) no Fórum da Agenda de Convergência, nesta segunda-feira (7). 

    Cidade de Ipatinga. - Foto: Divulgação

     

    O boletim, elaborado em parceria entre a ARMVA e o Observatório de Metropolizações, ainda detalha o PIB por setor da Região Metropolitana e Colar Metropolitano, bem como PIB per capita por município e PIB dos municípios por setor de atividade econômico. O informativo foi organizado com base nos dados do PIB dos Municípios Brasileiro 2018, disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.

    Cidade de Coronel Fabriciano. - Foto: reprodução Google Maps

     

    A assessora técnica especializada em Desenvolvimento Econômico, Fabiana Souza, destaca a relevância dos dados e a necessidade de compilar de modo acessível em um único material. “O objetivo do boletim é oferecer dados e informações atualizadas que apoiem a tomada de decisão dos agentes econômicos, incluindo o Setor Público. Ao publicar os valores do PIB, não só cria a possibilidade de verificar o desempenho econômico, mas também oferece uma oportunidade de comparação com outras localidades. É possível também indicar um possível problema caso os resultados esperados não tenham sido atingidos, então um diagnóstico pode ser feito para apontar caminhos para melhorar a economia. O PIB também pode analisar quais setores econômicos geram mais ou menos renda. Portanto, é possível identificar fragilidades econômicas e determinar em quais setores devem ser investidos”, detalha Fabiana. 

    Cidade de Timóteo. - Foto: Divulgação

     

    Participação no PIB de Minas

    De acordo com a análise, é verificado o aumento de participação tanto da RMVA com relação ao estado de Minas Gerais, quanto ao aumento do conjunto RMVA e Colar em relação a Minas Gerais. Ao avaliarmos a participação da Região Metropolitana do Vale do Aço no Estado, identificamos que a participação aumentou de 2,55%, em 2017, para 2,77% em 2018 no estado. Por sua vez, o conjunto RMVA e Colar aumentou sua participação de 3,48%, em 2017, para 3,63% em 2018.

    PIB per capita e PIB por setor

    O PIB per capita da RMVA em 2018 foi de R$34,44 mil, valor acima da média de Minas Gerais. Enquanto o do Colar Metropolitano foi de R$19,57 mil, valor abaixo da média de Minas gerais.

    Os setores de Serviços e Indústria foram os dois com maiores participações no PIB da RMVA, sendo Serviços responsável por 38,8% e Indústria por 37,46% do PIB da região. Se comparados os anos de 2017 e 2018, o setor Indústria cresceu a sua participação em 4,10%.

    Confira o Boletim Vale do Aço – PIB 2018 e conheça todos os dados do PIB da RMVA e do Colar Metropolitano no site da ARMVA, https://www.agenciarmva.mg.gov.br/projetos/inteligencia-e-prospeccao-de-negocios/.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]