Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Entenda o boato do "Golpe do Pix agendado"

    Segundo o Banco Central, a nova modalidade de golpe seria um boato; entenda

    Por Alexsander Brandão

    08/07/2021 19h49 - Atualizado há 3 meses

    À medida que a população vai conhecendo os golpes aplicados pelos estelionatários, os golpistas vão se reinventando para criar novas formas de ludibriar possíveis vítimas. Segundo mensagens que circulam nas redes sociais, o novo golpe que estaria sendo aplicado, ou pelo menos tentado, é o “Pix Agendado”,

    A dinâmica do golpe seria da seguinte forma: o criminoso realiza a transferência de uma determinada quantia para a vítima, mas na opção de agendamento. Logo em seguida, ele entra em contato com a pessoa que teria recebido o valor e, transparecendo estar desesperado, diz que realizou a transferência para a conta errada.  

    O golpista, então, pede para a vítima fazer a devolução do valor, de forma imediata, porque alguém estaria esperando pelo o recebimento do dinheiro. Caso a pessoa realize a transferência, o bandido cancela o agendamento e fica com o dinheiro recebido.

    Circula nas redes sociais o caso de uma mulher que quase foi enganada por um golpista, mas os amigos dela interviram e responderam ao indivíduo que fariam a devolução do valor na data em que o dinheiro caísse na conta da mulher.

    Foto: Reprodução Redes Sociais

     

    Em entrevista ao G1, o Banco Central informou que a ferramenta do Pix agendado existe desde o lançamento da modalidade, em novembro passado, mas nem todos os bancos disponibilizaram a opção ainda. No entanto, a entidade informou que o agendamento passa a ser obrigatório para todas as instituições a partir de 1º de setembro. Já a opção de agendar um QR Code com data de vencimento passa a ser obrigatório a partir de 1º de julho.

    Ainda segundo o Banco Central, a descrição do golpe seria um boato, pois o banco que recebe uma transferência agendada não consegue saber que existe um Pix para uma conta em uma data futura. No caso, a vítima não receberia uma notificação do valor que caiu em sua conta, como diz nas redes sociais, isso ocorreria somente na data agendada para o valor cair na conta.

    O pagamento agendado pode ser cancelado a qualquer momento, deste modo, se alguém enviar mensagem dizendo que fez a transferência para a conta errada, a própria pessoa pode cancelar a transação. Ainda segundo o banco, todas as operações do Pix são rastreáveis e podem identificar os titulares das contas de origem e de destino.

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]