Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Bandidos matam homem a tiros em Governador Valadares

    Segundo a PM, o homem é suspeito de ser olheiro de uma gangue e os autores seriam de uma de uma outra facção

    Por Plox

    08/09/2021 12h15 - Atualizado há 8 dias

    Na noite dessa terça-feira (7), um homem, identificado como Admilson Pereira Soares, de 34 anos, foi morto a tiros. O crime aconteceu na rua Genario Celestino Santos, no bairro Vila Ozanan em Governador Valadares, Minas Gerais.

    De acordo com os policiais, ao chegarem no local, os militares foram informados pela namorada de Admilson que tinha recebido uma ligação dele. Na ligação, ele teria dito que era para ela ir dormir com ele. Ela então se deslocou para o local.

    Foto: Galvão/ Plox

     

    Segundo a namorada, ao chegar na residência dele, Admilson não estava e ela resolveu aguardá-lo. Em dado momento, ela ouviu barulhos de muitos disparos de arma de fogo e saiu para rua para verificar o que tinha ocorrido, encontrando o namorado caído, sangrando e já sem sinais vitais.

    Os policiais foram informados por testemunhas que quatro indivíduos saíram de uma casa abandonada, próximo ao local do homicídio, e efetuaram os disparos que atingiram Admilson. Os policiais também receberam informações de que a vítima era suspeito de ser um “olheiro” de uma gangue.

    Foto: Galvão/ Plox

     

    Conforme relatado pelos policiais, dois indivíduos de uma outra gangue seriam os suspeitos do crime. Além deles, outros dois indivíduos não identificados teriam participado do homicídio. Durante diligências, foram localizados 13 cartuchos deflagrados num lote vago, próximo a uma rua que dá acesso ao local onde o homicídio ocorreu, levantando a suspeita de que foram utilizados no crime. No quarto de Ademilson foi encontrada uma arma de fogo, parecida com uma lanterna, municiada com um cartucho intacto calibre .38.

    Foto: Galvão/ Plox

     

    A perícia técnica da Polícia Civil foi acionada e, após os trabalhos de praxe, o corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).  Os peritos constataram várias  perfurações na cabeça, tórax e nas costas, não podendo precisar a quantidade de disparos que atingiram Admilson. A Polícia Militar segue com os trabalhos de rastreamento para localizar os suspeitos do crime.

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]