Defesa de Lula vai pedir soltura imediata ainda nesta sexta

08/11/2019 08:34

O ex-presidente está preso há 579 dias

Publicidade

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba-PR, pode ser solto ainda nesta sexta-feira (8). Os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Martins informaram que vão pedir a soltura imediata de Lula ainda hoje, por conta da decisão do Supremo Tribunal Federal de vetar a execução da pena após condenação em segunda instância.

Lula já foi condenado em três instâncias no caso do tríplex, da Operação Lava Jato, mas ainda pode recorrer ao STF.

Foto: Instituto Lula /  Divulgaçãofgnxfgn

"Após conversa com Lula nesta sexta-feira, levaremos ao juízo da execução um pedido para que haja sua imediata soltura com base no resultado desse julgamento do STF, além de reiterarmos o pedido para que a Suprema Corte julgue os habeas corpus que objetivam a declaração da nulidade de todo o processo que o levou à prisão em virtude da suspeição do ex-juiz Sergio Moro e dos procuradores da Lava Jato, dentre inúmeras outras ilegalidades", disseram Zanin e Valeska em nota.

Para que a decisão da defesa tenha efeito, o STF precisa publicar o acórdão do julgamento, contudo, isso pode levar até dois meses.
 



Publicidade