Celular do tamanho de tampa de caneta é apreendido em cela no Rio Grande do Sul

O dispositivo era utilizado para coordenar atividades Ilícitas

Por Plox

08/12/2023 15h27 - Atualizado há 5 meses

Em uma operação realizada na quinta-feira (7), a Polícia Civil do Rio Grande do Sul apreendeu um mini celular dentro de uma cela na Penitenciária de Canoas, evidenciando um complexo esquema de comunicação e controle operado por uma facção criminosa de Porto Alegre. O dispositivo, de tamanho reduzido e indetectável por detectores convencionais, era utilizado por líderes da facção, atualmente encarcerados, para gerenciar atividades ilícitas fora das grades.

Foto: Ronaldo Bernardi/Agência RBS

A delegada Luciane Bertoletti, envolvida na operação, relatou que o celular servia como meio de comunicação com membros da facção em liberdade. Estes indivíduos estavam aterrorizando moradores de um condomínio popular em Canoas, região metropolitana de Porto Alegre. Segundo investigações, os criminosos utilizavam táticas de intimidação para expulsar moradores de seus apartamentos, transformando-os em pontos de tráfico de drogas e armazenamento de entorpecentes. Além disso, os residentes que resistiam à cooperação com a facção eram ameaçados de morte.

Este achado na penitenciária é o resultado de uma investigação de nove meses conduzida pela Polícia Civil, que culminou também na prisão de um indivíduo suspeito de integrar a organização criminosa dentro do referido condomínio.

Destaques