Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Acusado de homicídio no Leste de Minas é preso no estado do Espírito Santo

    Segundo o delegado Douglas Mota, que conduz as investigações do caso, o suspeito ainda é investigado por possível participação em, pelo menos, outros seis homicídios

    Por Plox

    09/03/2021 10h02 - Atualizado há 6 meses

    Nessa segunda-feira (8), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu, no estado do Espírito Santo, um homem, de 31 anos, suspeito de cometer homicídio. O crime aconteceu em Santa Maria do Suaçuí, região Leste do estado, no dia 12 de fevereiro deste ano, quando a vítima, um homem de 42 anos, foi morta a tiros. Contra o investigado, havia um mandado de prisão em aberto.

    De acordo com as investigações, a vítima foi até o bar do suspeito para consumir bebida alcoólica, realizou o pedido e se sentou na calçada. Nesse momento, o suspeito teria chegado pela lateral e atirado na cabeça do homem. A motivação do crime seria um desacerto na aquisição de um lote e de um gerador de energia. Após os fatos, o investigado fugiu, permanecendo foragido desde então.

    Durante as diligências, realizadas no distrito de Samambaia, em Guarapari (ES), os policiais civis prenderam o suspeito e arrecadaram, aproximadamente, 150 gramas de substância semelhante à cocaína, porções de material análogo à maconha e papelotes comumente utilizados para armazenar drogas. Por esse motivo, o homem foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil local, sendo apresentado à autoridade policial que lavrará o auto de prisão em flagrante.

    Segundo o delegado Douglas Mota, que conduz as investigações do caso, o suspeito ainda é investigado por possível participação em, pelo menos, outros seis homicídios. “Esse homem possui envolvimento político na comunidade, sendo suspeito de realizar o controle de eleitores e correligionárias no local em que se deram os fatos e onde ele estaria chefiando o tráfico”, informa.

    Ainda de acordo com Mota, a prisão do suspeito, considerado de alta periculosidade, é fruto de esforços conjuntos entre as polícias civis de Minas Gerais e do Espírito Santo. "O intercâmbio de informações entre as polícias foi crucial. Essa é a resposta que as instituições policiais têm para os criminosos: não adianta se esconderem, pois nós trabalhamos diuturnamente para localizá-los e retirá-los do convívio da sociedade, que clama por segurança e justiça”, salienta.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]