6ª Turma do STF julgará habeas corpus de Temer na próxima terça-feira

09/05/2019 22:56

O ex-presidente se entregou à Polícia em São Paulo nessa quinta-feira, 9 de maio

Publicidade

O ex-presidente Michel Temer, que se entregou à Polícia em São Paulo nessa quinta-feira, 9 de maio, terá seu pedido de habeas corpus analisado na terça-feira, 14. O pedido de liberdade será apreciado pela 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em sessão marcada para 14h.

 

Temer- Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ex-presidente terá pedido de liberdade apreciado pelo STF- Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Temer ficará detido em São Paulo. Foi determinada, também, a ordem de prisão do coronel João Baptista Lima Filho, amigo do político. Presos pela Operação Descontaminação, no dia 21 de março, Coronel Lima e Michel Temer foram soltos quatro dias após a prisão, no dia 25, conforme a decisão liminar do desembargador Ivan Athié, integrante da 1ª turma do TRF2 com mais dois desembargadores: Abel Gomes e Paulo Espírito Santo.

Na quarta-feira, 8, a defesa do ex-presidente, o advogado Eduardo Carnelós lamentou a sentença, mas disse respeitar a decisão. Carnelós, no entanto, argumentou que apesar de os desembargadores admitirem que “não há risco a ordem pública, mas a necessidade de dar exemplo à sociedade, não haveria fundamento (para a prisão)”. O advogado declarou: "Considero essa mais uma página triste na história recente do Judiciário brasileiro". Pesa sobre Temer a acusação de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Atualizada às 9h25



Publicidade