Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão na sede do Cruzeiro

09/07/2019 09:15

Nas residências de Wagner Pires, Itair Machado e Sérgio Notato também foram cumpridos mandados

Publicidade

Na manhã desta terça-feira (9), a Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão na sede administrativa do Cruzeiro, no bairro Barro Preto, em Belo Horizonte, e nas residências do presidente Wagner Pires, do vice-presidente de futebol, Itair Machado e do diretor-geral, Sérgio Nonato.

Além desses locais, também serão cumpridos mandados na Toca da Raposa II e na Toquinha, centro de treinamento das categorias de base. A operação é realizada pela Divisão Especializada de Investigação a Fraudes da Polícia Civil. 

Reprodução Google Street ViewSedeAdministrativaBP DIV

Segundo informações da imprensa da capital, por volta de 7h da manhã, os policiais estiveram na casa de Itair Machado, e já deixaram o local. Viaturas também já estiveram nas casas de Wagner Pires e Sérgio Nonato.

Ainda não foi informado se esses cumprimentos fazem parte das investigações que se iniciaram no fim do ano passado. O clube é investigado por suspeita de irregularidades em transações e uso de empresas de fachada para ocultar crimes.

O Cruzeiro divulgou uma nota á imprensa nesta manhã e declarou apoio às investigações, afirmando ter entregue toda a documentação solicitada pela Polícia Civil.

Veja a nota: 

A diretoria do Cruzeiro Esporte Clube vem a público manifestar seu apoio às apurações das denúncias feitas pelo programa Fantástico, da Rede Globo, no dia 26 de maio passado.

O Clube informa que entregou às autoridades toda a documentação solicitada para a investigação.

Lamentamos apenas que este fato esteja acontecendo exatamente às vésperas de uma decisão importante na Copa do Brasil.

O Cruzeiro Esporte Clube informa que continuará à disposição das autoridades competentes para quaisquer tipos de outros esclarecimentos necessários.

Belo Horizonte, 9 de julho de 2019.



Publicidade