Casal de Serra da Saudade teve primeiro encontro inusitado antes mesmo do nascimento da esposa

Adilson, com apenas quatro anos, foi atropelado pelo pai de Edmara, Raimundo, durante uma festividade religiosa, enquanto ela ainda estava na barriga da mãe.

Por Plox

09/07/2024 10h17 - Atualizado há 12 dias

Adilson Silva e Edmara Bernardo, moradores da menor cidade do Brasil, Serra da Saudade, tiveram um encontro marcante antes mesmo dela nascer. Adilson, com apenas quatro anos, foi atropelado pelo pai de Edmara, Raimundo, durante uma festividade religiosa, enquanto ela ainda estava na barriga da mãe.

crédito: Arquivo pessoal/Divulgação

Acidente durante festividade religiosa

O acidente ocorreu há cerca de quatro décadas, durante um evento do Coração de Maria. Adilson, então criança, correu para atravessar a rua após pegar um lanche, sem perceber a aproximação do Jeep de Raimundo. "Peguei o pão e fui atravessar a rua, sem enxergar nada, foi aí que o carro bateu em mim, eu caí, e o pessoal começou a gritar", lembra Adilson.

Apesar do susto, Adilson não sofreu ferimentos graves. "Acharam que eu tinha machucado muito por causa da boca suja de suco, pensaram que era sangue", relata. Ele foi levado ao hospital em Dores do Indaiá, mas foi liberado sem lesões sérias.

Reencontro e casamento

Anos depois, Adilson e Edmara se conheceram na única escola da cidade. Na sétima série, começaram a namorar, mas suas trajetórias se separaram momentaneamente quando Edmara avançou nos estudos e Adilson repetiu algumas séries.

Ao concluir os estudos, Edmara mudou-se para Dores do Indaiá para trabalhar em uma padaria. Coincidentemente, Adilson também se mudou para lá com a mãe e o padrasto. O casal se reencontrou e decidiu morar juntos. Quando Edmara completou 17 anos, revelou à família que estava grávida. O pai dela, Raimundo, insistiu para que os jovens se casassem, e desde então estão juntos.

Vida em serra da saudade

Serra da Saudade, com seus 831 habitantes, não registra um homicídio há 57 anos. Fundada em 1963, a cidade possui uma área total de 335 km², maior que Belo Horizonte, mas apenas 0,24 km² corresponde à área urbana.

A comunidade se mantém unida através de conversas diárias, apelidos e festas. Todo dia 1° de março, os moradores celebram o aniversário da cidade com um bolo de dois metros dividido entre os presentes, mostrando que, na Serra da Saudade, qualquer desavença acaba em festa.

Forte laço familiar

Hoje, Adilson e Raimundo compartilham risos ao relembrar o passado. "Meu sogro é como um pai para mim", diz Adilson emocionado. Raimundo também expressa gratidão: "Foi bom demais. Deus fez tudo certo, tudo se encaixou".

Destaques