Minas Gerais se mobiliza contra incêndios florestais com ações estratégicas

Estado registra 46 incêndios em Unidades de Conservação no primeiro semestre de 2024 e se prepara para período de estiagem

Por Plox

09/07/2024 07h30 - Atualizado há 7 dias

Nos primeiros seis meses de 2024, Minas Gerais contabilizou 46 casos de incêndios internos em Unidades de Conservação (UCs) e 29 ocorrências em suas proximidades, afetando mais de 670 hectares. Antecipando o período de estiagem, que vai de julho a outubro, as instituições da Força Tarefa Previncêndio se reuniram nesta segunda-feira (8), no auditório do Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, em Nova Lima, para discutir e apresentar estratégias de combate aos incêndios nas 28 Unidades de Conservação do estado.

Foto: Robson Santos (Sisema)
 

Previsão de chuvas abaixo da média agrava situação

Segundo o Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais (Simge), do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), a previsão para o período de estiagem é de chuvas abaixo da média climatológica, especialmente nas regiões Norte, Noroeste e Triângulo Mineiro. Esse cenário aumenta o risco de incêndios florestais e demanda uma resposta rápida e eficiente.

Ações de prevenção e combate a incêndios

Durante o encontro, Rodrigo Bueno Belo, gerente de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais do Instituto Estadual de Florestas (IEF), destacou a importância do alinhamento das ações: "Esse é um grande fórum para que possamos alinhar nosso planejamento e checar o andamento das ações. Nós já adotamos uma série de medidas para prevenção, incluindo queimas prescritas, trabalhos de conscientização ambiental, monitoramento e capacitação de pessoas.”

Capacitação e estruturação dos municípios

Marília Melo, secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, enfatizou a parceria com os municípios: "Estamos trabalhando junto às prefeituras para estruturar os municípios para que tenham condição de nos apoiar num primeiro esforço. Nosso principal indicador de desempenho é o tempo de resposta. Quanto mais rápido um incêndio florestal é atendido, menores vão ser as consequências".

Programa Minas Contra o Fogo

O programa Minas Contra o Fogo, desenvolvido em parceria com 24 municípios, prevê a capacitação de brigadistas, auxílio na elaboração e execução de planos de contingência e orientação para decretação de estado de emergência, se necessário. Nos próximos anos, o programa vai capacitar 147 brigadas florestais municipais, fortalecendo a resposta a incêndios florestais em áreas públicas e privadas.

Estratégias discutidas para o futuro

As discussões desta segunda-feira representam um esforço contínuo das autoridades de Minas Gerais para mitigar os impactos dos incêndios florestais. Com o período de estiagem se aproximando, a Força Tarefa Previncêndio reforça seu compromisso em proteger as Unidades de Conservação e minimizar os danos ambientais.

Destaques