Relação liberal e mulheres no comando; conheça a tribo onde não existem casamentos

Mosuo preservam cultura milenar onde mulheres dominam a sociedade e a linhagem é feminina

Por Plox

09/07/2024 14h26 - Atualizado há 9 dias

Nas remotas montanhas do Sul da China, entre Yunnan e Sichuan, próximo à fronteira com o Tibete, reside a tribo Mosuo, conhecida como a última sociedade matriarcal do mundo. Composta por 40 mil pessoas, essa comunidade singular é caracterizada pelo domínio feminino sobre a família, a casa e as finanças. As mulheres Mosuo desfrutam de privilégios raros na sociedade contemporânea.

 

Independência feminina e escolha de parceiros

Na cultura Mosuo, a linhagem é determinada pela linha materna, com o sobrenome da avó sendo passado de geração em geração. As jovens, ao atingirem a idade adulta por volta dos 13 anos, recebem quartos privados para encontros íntimos com parceiros escolhidos por elas. Os homens, por outro lado, precisam atrair a atenção feminina e serem selecionados.

— É um mundo em que as mulheres vivem completamente independentes, livres dos pais, irmãos e maridos. Não é ótimo? Vivi entre elas — relata a advogada Choo Waihong ao GLOBO. Choo passou seis meses por ano entre os Mosuo nos últimos sete anos e escreveu o livro “The Kingdom of Women: life, love and death in China’s hidden mountains”.

Foto: reprodução

 

Celebração do nascimento feminino

Durante os quase 40 anos da política do filho único na China, a valorização do homem aumentou significativamente em outras regiões. Entretanto, entre os Mosuo, a celebração é destinada ao nascimento de meninas, responsáveis por continuar a linhagem familiar. O papel do pai é secundário e, muitas vezes, desconhecido, já que as mulheres podem ter múltiplos relacionamentos simultâneos sem prestar contas à família. Essas visitas noturnas são conhecidas como casamentos “de idas e vindas”, onde os homens retornam à casa de suas avós antes do amanhecer.

— Eles podem passar pela casa de mais de uma — sorri Choo, mostrando a foto de um quarto privado que contém uma cama e uma mesinha.

 

Liderança por mérito

A liderança na tribo Mosuo é passada de forma meritocrática, com a avó escolhendo a filha mais inteligente e capaz para assumir o comando, ao invés da mais velha. Choo destaca que as mulheres representam a luz e a vida, por isso, não têm contato com a morte. Não matam animais, não caçam e não preparam os mortos para funerais. No momento da cremação, elas se retiram.

Essa estrutura social única desafia as normas patriarcais predominantes na China e oferece uma perspectiva fascinante sobre a diversidade cultural e a possibilidade de sociedades alternativas onde as mulheres desempenham um papel central.

Destaques