Ministério da Saúde atualiza informações sobre as vacinas em estudo contra a Covid-19

Durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (8), em Brasília, o Ministério da Saúde atualizou informações sobre o desenvolvimento das vacinas contra a Covid-19

Por Plox

09/10/2020 10h32 - Atualizado há 10 dias

O Ministério da Saúde, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), realizou nessa quinta-feira (8), coletiva de imprensa virtual para detalhar informações sobre as vacinas em desenvolvimento contra a Covid-19. Entre os temas, foram abordados a prospecção de vacinas, fases de aprovação e incorporação, definição de grupos prioritários e logística de distribuição das doses.

O secretário executivo do MS, Élcio Franco, o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos (SCTIE), Hélio Angotti, o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra, a presidente Fiocruz, Nisia Trindade Lima, o secretário de Vigilância em Saúde (SVS), Arnaldo Medeiros, e o diretor do DataSus, Jacson Barros, participaram da apresentação.

Screenshot 2Foto: reprodução

 

Com objetivo de adquirir vacinas eficazes e seguras contra a Covid-19, o Governo Federal anunciou – por meio da Medida Provisória 1004, de 24 de setembro de 2020 - o investimento de R$ 2,5 bilhões em crédito extraordinário para o Brasil aderir à Covax Facility. Essa medida vai resultar na compra de cerca de 42.511.800 de doses, de modo a assegurar a cobertura de 10% da população brasileira, o equivalente a 21.255.900 de pessoas. O Ministério da Saúde também estabeleceu um acordo com a empresa Astrazeneca para o fornecimento de 100 milhões de doses da vacina, em uma primeira fase. Após a incorporação de tecnologia em uma segunda fase, a previsão é a produção de 165 milhões de doses até o final de 2021.

O Plano Nacional para Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 também está em fase de elaboração pela SVS, que contará com o assessoramento de um grupo de trabalho ligado à Câmara Técnica instituída pelo Ministério, formada por Secretarias do Ministério da Saúde, CONASS, CONASEMS, Fiocruz, Anvisa, OPAS, especialistas, sociedades médicas, conselhos de classe, universidades, dentre outros, que irão auxiliar no desenvolvimento dos 10 eixos que incluirão a definição dos grupos prioritários, a atualização dos estudos das vacinas Covid-19 e a operacionalização da estratégia de vacinação, dentre outros temas. 

Distribuição - A distribuição dessa vacina irá seguir todos os fluxos já estabelecidos entre os três entes federativos para vacinação da população. O Ministério da Saúde também irá apoiar com a aquisição de 300 milhões de seringas e agulhas para os estados e municípios, no desenvolvimento das ações de vacinação contra a COVID-19.

Monitoramento - O Ministério da Saúde realiza o monitoramento periódico de informações sobre o desenvolvimento global de vacinas contra o SARS-CoV-2. Existindo, atualmente, centenas de vacinas em desenvolvimento, entre fases pré-clínica e clínica.

No Brasil, cerca de 38 mil pessoas estão envolvidas em protocolos de vacinas. As candidatas à imunizante em fases mais avançadas no país envolvendo um maior número de pessoas são:

• ChAdOx1 n-CoV-19, da Universidade de Oxford/AstraZeneca - em fase III de estudo e
envolvendo 10 mil pessoas;
• CoronaVac, da Sinovac/Instituto Butantan também em fase três envolvendo 8.860 brasileiros;
• BNT162, da Pfizer/ BioNtech/Wyeth em fase III envolvendo 5 mil brasileiros;
• Ad26.COV2.S da Janssen em fase III e envolvendo 7.560 brasileiros
 

PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2020