Rússia é banida das Olimpíadas e da Copa do Mundo por Agência Antidoping

09/12/2019 10:58

A Agência Mundial Antidoping (Wada, em inglês), decidiu banir a Rússia de grandes competições esportivas durante quatro anos . A exclusão se deve a falsificação de dados de controle antidoping de atletas entregues à entidade. 
 
Com a decisão a Rússia ficará fora das Olimpíadas de 2020, em Tóquio, das OIimpíadas de Inverno de 2022, em Pequim, e também da Copa do Mundo de 2022, a ser realizada no Catar, além de campeonatos mundiais de todas modalidades.
 
Além da exclusão dos grandes torneios, a Rússia também não poderá sediar nenhum deles durante o período. No entanto, a Eurocopa de 2020, que terá São Petersburgo como uma das 12 sedes, não será afetada, pois não está na lista de exclusões. 

the-flagpole-2877540 1280
 
A Rússia deverá recorrer da decisão ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS, em francês). Mas, até que a decisão seja revertida, ou não, atletas russos que quiserem participar das competições terão que passar por um rigoroso teste para se provarem “limpos” e terão que competir sob bandeira neutra. 
 
O presidente a Wada, Craig Reedie, se manifestou sobre a punição por meio de nota.
 
“Por muito tempo o doping russo prejudicou o esporte limpo. A violação flagrante pelas autoridades russas das condições de restabelecimento da Rusada (Agência Antidoping da Rússia), aprovadas pelo Comitê Executivo em setembro de 2018, exigiu uma resposta robusta. É exatamente isso que foi entregue hoje. A Rússia teve a oportunidade de colocar sua casa em ordem e voltar a se juntar à comunidade internacional antidoping para o bem de seus atletas e a integridade do esporte, mas optou por continuar na sua posição de fraude e negação. Como resultado, o Comitê Executivo da Wada respondeu nos termos mais fortes possíveis, protegendo o direito dos atletas russos, que podem provar que eles não estavam envolvidos e não se beneficiaram desses atos fraudulentos”, disse o dirigente.
 
O anúncio foi feito por um porta-voz da Wada depois da reunião do Conselho Executivo da entidade realizada nesta segunda-feira (9), em Lausanne, na Suiça. 
 
Comissão pedia a exclusão total de atletas russos
 
Apesar de dura, a exclusão da Rússia ainda foi contra o pedido da Comissão de Atletas da Wada, que pedia o banimento completo e irrestrito da Rússia e dos atletas russos. A comissão pedia que não fosse deixado nenhuma possibilidade de atletas russos competirem, mesmo com bandeira neutra.