Advogado pede que Temer seja transferido porque local é 'inadequado' para um ex-presidente

10/05/2019 16:40

Defesa diz que onde Temer está são “áreas de circulação de outras pessoas”

Publicidade

O prédio em que o ex-presidente Michel Temer está preso, de acordo com sua defesa, não é “apropriado” para ele. O político está detido desde essa quinta-feira, 9 de maio, na sede da Superintendência da Polícia Federal, em São Paulo.

Foto: Agência Brasil

Ex-presidente se entregou à Justiça nessa quinta-feira, 9 de maio- Foto: Agência Brasil

O advogado dele, Eduardo Carnelós, pediu a transferência de seu cliente para outra estrutura, alegando que na Polícia Federal não há um lugar apropriado para ficar um ex-presidente da República e que onde Temer está são “áreas de circulação de outras pessoas”. Não há informações se o pedido será acatado, e caso positivo, para qual local ele irá.

Temer teve o habeas corpus revogado na quinta-feira, 8, e foi determinada sua prisão. O coronel João Baptista Lima Filho, amigo do político, também foi alvo de uma ordem de prisão. Os dois são alvos da Operação Descontaminação, da Lava-Jato. A operação o investiga Temer como sendo líder de organização criminosa para suposta arrecadação de propinas. O BC bloqueou R$ 491.889,14 da empresa Tabapuã Investimentos e Participações, controlada pelo ex-presidente. As apurações o apontam em supostas propinas de R$ 1 milhão da Engevix.

Ambos foram presos no dia 21 de março, mas foram soltos quatro dias após a prisão, no dia 25, conforme a decisão liminar do desembargador Ivan Athié, integrante da 1ª turma do TRF2 com mais dois desembargadores: Abel Gomes e Paulo Espírito Santo.

Atualizada às 17h27



Publicidade