Shot da imunidade: o que dizem os especialistas?

Segundo ela, o sistema imunológico se regula sozinho e pode ser influenciado por fatores ambientais, mas a resistência imunológica "nunca vai melhorar de um dia para o outro".

Por Plox

10/05/2023 08h39 - Atualizado há cerca de 1 ano

As redes sociais estão repletas de pessoas falando sobre o "shot da imunidade", uma combinação de ingredientes naturais que supostamente melhoram a imunidade do corpo. Essa mistura tem ganhado popularidade, especialmente com a chegada das estações mais frias e a consequente disseminação de gripes e resfriados. Mas o que os especialistas têm a dizer sobre isso?

 

 Foto: Freepik

A busca por imunidade

A receita do shot da imunidade normalmente inclui limão, gengibre, cúrcuma e própolis, e deve ser consumida em jejum. Embora haja estudos que investiguem os benefícios de alguns desses ingredientes, como a influência do limão na perda de peso e o papel anti-inflamatório da cúrcuma, os especialistas afirmam que não há comprovação científica que relacione o consumo desses alimentos com a melhora da imunidade.

Carolina Aranda, membro do Departamento Científico de Erros Inatos da Imunidade da Asbai (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia), afirma: "Não tem nada de base científica que mostre que essas misturas naturais tenham efeito na imunidade". Segundo ela, o sistema imunológico se regula sozinho e pode ser influenciado por fatores ambientais, mas a resistência imunológica "nunca vai melhorar de um dia para o outro".

Rotina equilibrada é a melhor proteção

A melhor forma de fortalecer o sistema imunológico é manter uma rotina equilibrada, com alimentação saudável e variada, atividade física e boa rotina de sono. Aranda também alerta sobre os riscos do consumo excessivo de suplementos vitamínicos: "Quando vamos fazer reposição de vitamina é preciso ter muito cuidado, pois o excesso também é um problema. Só se deve consumir suplementos quando há indicação médica".

Os riscos são ainda maiores para os "shots endovenosos", que são realizados em estabelecimentos particulares e consistem em uma bolsa com soro fisiológico e adição de vitaminas variadas, especialmente a vitamina B12.

Não há comprovação científica dos benefícios ou malefícios

Enquanto alguns alegam que os shots matinais podem ser prejudiciais à saúde devido ao caráter ácido de muitos componentes, Aranda confirma que o consumo excessivo de alimentos ácidos pode afetar o sistema gastrointestinal. No entanto, assim como não há comprovação dos benefícios do shot da imunidade, também não há provas dos malefícios.

Giuseppe Romito, professor da Faculdade de Odontologia da USP (Universidade de São Paulo), aponta que o consumo de bebidas e comidas ácidas pode contribuir para a erosão dental e trazer outros prejuízos para a saúde bucal. Entretanto, ele acredita que o risco é pequeno, desde que o shot não seja usado como enxaguante bucal e mantido por mais tempo em contato com os dentes e a boca.

Em resumo, os especialistas concordam que não há comprovação científica que relacione o consumo do shot da imunidade com a melhora da imunidade do corpo. A melhor forma de fortalecer o sistema imunológico é manter uma rotina equilibrada, com alimentação saudável e variada, atividade física e uma boa rotina de sono. Os riscos associados ao consumo excessivo de suplementos vitamínicos e alimentos ácidos também são destacados pelos especialistas, que recomendam cautela e a busca por orientação médica antes de adotar essas práticas.

 

 

 

 

 

Destaques