Farmácia Popular passa a oferecer 95% dos medicamentos gratuitamente

Ministério da Saúde estima economia de até R$ 400 anuais para usuários

Por Plox

10/07/2024 14h09 - Atualizado há 10 dias

A partir desta quarta-feira (10), 95% dos medicamentos e insumos fornecidos pelo Programa Farmácia Popular passam a ser distribuídos gratuitamente. Entre os remédios que agora podem ser retirados sem custo em unidades credenciadas estão aqueles para tratar colesterol alto, doença de Parkinson, glaucoma e rinite.

07/06/2023 - Brasília - Foto de arquivo - Farmácia Popular em Brasília. Foto: Elza Fiuza/ Agência Brasil
Foto: Elza Fiuza/ Agência Brasil

Beneficiados e economia para os usuários

De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 3 milhões de pessoas que já utilizam o programa serão beneficiadas com a atualização. "Em média, isso pode gerar uma economia para os usuários de até R$ 400 por ano", informou a pasta.

Lista de medicamentos e farmácias credenciadas

A lista completa de medicamentos e insumos disponibilizados pode ser acessada no site do programa, assim como a relação de farmácias e drogarias credenciadas.

Atualização do programa

O Farmácia Popular, que atualmente oferta 41 itens entre fármacos, fraldas e absorventes, passou por uma atualização significativa. Até então, somente medicamentos contra diabetes, hipertensão, asma e osteoporose, além de anticoncepcionais, eram distribuídos gratuitamente. Para os demais remédios e insumos, o Ministério da Saúde arcava com até 90% do valor de referência, e o cidadão pagava o restante. Agora, 39 dos 41 itens de saúde podem ser retirados sem custo algum.

Histórico e abrangência do programa

Criado em 2004, o Farmácia Popular tem como objetivo disponibilizar medicamentos e insumos de saúde. No ano passado, o programa passou a incluir remédios para osteoporose e anticoncepcionais, e este ano, adotou também a distribuição de absorventes para pessoas em situação de vulnerabilidade e estudantes da rede pública.

Presença nacional e expansão

O programa está presente em 85% dos municípios brasileiros, cobrindo cerca de 4,7 mil cidades e conta com mais de 31 mil estabelecimentos credenciados, atendendo 96% da população. “A expectativa do Ministério da Saúde é universalizar o programa, cobrindo 93% do território nacional”, destacou o governo.

Novas farmácias e estratégia de expansão

Para alcançar essa meta, foram credenciadas 536 novas farmácias em 380 novos municípios de referência do Programa Mais Médicos, sendo que 352 cidades do Norte e Nordeste receberam a primeira unidade cadastrada. O credenciamento de novas farmácias e drogarias foi aberto em 811 cidades de todas as regiões do país, com prioridade para os municípios que participam do Mais Médicos, visando a diminuição dos vazios assistenciais.

 

 

 

 

Destaques