Passageira abre porta de emergência ao procurar banheiro em voo da Air China

Ocorrência causa confusão e cancelamento de voo

Por Plox

10/07/2024 09h12 - Atualizado há 9 dias

Uma passageira de um voo da Air China confundiu a porta de emergência com a do banheiro, causando a liberação do escorregador inflável do Airbus A320 e resultando no cancelamento do voo. A situação aconteceu durante o voo CA2754, que partiria de Quzhou para Chengdu, por volta das 20h45 da última quinta-feira, 4 de julho.

Reprodução/Redes sociais

Passageiros evacuados e acomodação em hotel

Devido ao erro, os passageiros tiveram que descer da aeronave, e o voo foi cancelado. A Air China acomodou os passageiros em um hotel e ofereceu uma compensação financeira de 400 yuans (aproximadamente R$ 300) a cada um. A passageira envolvida, que estava em seu primeiro voo, ficou emocionalmente abalada ao saber que poderia ser multada em 200.000 yuans chineses (cerca de R$ 150 mil).

Legalidade e consequências

Na China, abrir a porta de emergência de um avião sem autorização é ilegal. A passageira foi interrogada pela polícia e enfrenta a possibilidade de pagar uma multa significativa. De acordo com o The Independent, ela chorou ao tomar conhecimento da penalidade.

Outros casos similares

O post do FL 360aero, especializado em notícias de aviação, divulgou uma imagem da ocorrência. Este não foi um caso isolado em 2024. No dia 26 de março, um voo da Delta Airlines, que ia de Nova York a Los Angeles, também teve que retornar ao Aeroporto John F Kennedy após o escorregador de emergência ser acionado acidentalmente logo após a decolagem.

 

 

 

 

Destaques