Policial penal é suspeito de vender celulares dentro de presídio em MG

O comportamento suspeito do agente chamou a atenção de seus colegas, que o questionaram sobre a situação

Por Plox

10/07/2024 07h46 - Atualizado há 14 dias

Nesta terça-feira (9, um policial penal foi pego tentando entrar com três celulares no Presídio Antônio Dutra Ladeira, localizado em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O comportamento suspeito do agente chamou a atenção de seus colegas, que o questionaram sobre a situação.

Foto: Reprodução 

Confissão e descoberta de mais itens ilegais

Após negar qualquer problema inicialmente, o policial penal confessou estar com os celulares escondidos na roupa, destinados a um preso. Além disso, ele revelou que tinha outros objetos ilegais, incluindo uma réplica de arma de fogo, escondidos em seu carro. O agente admitiu que realizava "trabalho de formiguinha", transportando pequenas quantidades de produtos ilegais para os detentos.

Denúncias anônimas e monitoramento

Conforme registrado no boletim de ocorrência, o policial penal já era alvo de várias denúncias anônimas e estava sendo monitorado pela equipe de segurança do presídio. Ele afirmou que iria receber aproximadamente R$ 7 mil por cada celular contrabandeado.

 

 

 

 

Destaques