Acusado de estupro e agressão, Cazares é liberado após 13 horas de depoimento

10/09/2019 08:18

Delegado disse que até então, não há indícios de agressão, mas que ainda analisará todo o quadro

Publicidade

O meio-campo do Atlético mineiro, Juan Cazares, prestou depoimento sob a acusação de agressão a duas mulheres e estupro a uma delas durante uma festa na casa dele, na madrugada de domingo para segunda-feira, 9 de setembro. O esportista equatoriano depôs na 3ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Vespasiano por aproximadamente 13 horas, nessa segunda.

Outras testemunhas também prestaram depoimento e o jogador foi liberado pelo delegado Marcelo Mendel, que alegou não haver indícios de que elas foram agredidas. Entretanto, o agente não afastou por completo a possibilidade de estupro alegado pela vítima, mesmo o teste não tendo detectando sexo. Segundo o delegado, “a palavra da vítima é levada em consideração, mas para a comprovar uma acusação tão séria, novas investigações serão feitas", e novas pessoas serão ouvidas, pois, a declaração da vítima “até então, se restou isolada”.Cazares

Cazares deixa a delegacia calado, na companhia da advogada e de um militar- Foto: Divulgação

Marcelo Mendel disse que outras pessoas que estavam na festa ainda serão ouvidas e que há elementos como “áudios, existem filmagens” que serão recolhidas e periciadas. A briga teria começado quando uma das jovens alegou que seu estojo de maquiagens teria sumido na casa.

Atualizada às 9h35



Publicidade