Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Ipatinga: Justiça autoriza pesquisa que dá “empate técnico“ entre Jadson e atual prefeito

    De acordo com a pesquisa que motivou a disputa judicial, Nardyello Rocha aparecia com 19% das intenções de votos, e Jadson Heleno (DEM), com 17%.

    Por Plox

    10/11/2020 02h36 - Atualizado há 11 meses

    O juiz Otávio Pinheiro da Silva, da 348º Zona Eleitoral de Ipatinga-MG, voltou atrás e liberou a publicação da pesquisa eleitoral que afirmou que o candidato a prefeito por Ipatinga, Jadson Heleno (DEM), estaria em segundo lugar nas intenções de voto dos eleitores da cidade. Ele havia concedido uma liminar que determinava a suspensão e a "despublicação" da pesquisa.

    Depois de uma análise mais detalhada, o juiz reformou sua sentença e disse que não há irregularidades na pesquisa. “Desse modo, não havendo irregularidades na pesquisa impugnada, a improcedência do pedido que se impõe”, decidiu o juiz Otávio Pinheiro da Silva.

     

    Sentença do juiz

     

    A pesquisa que motivou essa disputa judicial foi registrada sob o número MG03887/2020. Nela, Nardyello Rocha (Cidadania) aparecia na frente do pleito com 19% das intenções de votos, seguido pelo candidato Jadson Heleno, com 17%. Essa diferença é considerada como “empate técnico”. O candidato do PSL Gustavo Nunes aparece com 11% nessa pesquisa.

     

    Jadson Heleno e Nardyello disputam a Prefeitura de Ipatinga ~- Fotos: divulgação

     

    A ação contra a pesquisa e o pedido para retirá-la do ar foram feitos pela coligação Para Ipatinga Não Parar, do candidato Nardyello Rocha (Cidadania). Ele chegou a chamar a referida pesquisa de “fake news”. Nardyello também afirmou que a pesquisa era “fraudulenta”.

    O vereador Jadson Heleno também usou as redes sociais para falar da pesquisa e do pedido para que ela fosse impedida de ser publicada. "Estamos em empate técnico com ele. E ele sabe que tem o maior índice de rejeição entre todos os candidatos. Então, se a população fica sabendo que estou pau-a-pau com ele, há uma avalanche de votos para o meu lado e eu ganho essa eleição, aí vem o desespero”, afirmou Jadson Heleno.  

    A pesquisa foi realizada pelo Instituto de Pesquisa Civita Inteligência Governamental. O PLOX entrou em contato com coordenador de pesquisa do Instituto, Hermes Amaral, para entender o que levou ao pedido para retirar a pesquisa do ar e por que o juiz voltou atrás e disse que não havia erros na pesquisa.

    Hebert Amaral garantiu que o juiz voltou atrás por que o instituto provou que “não tinha erros na pesquisa e que estava tudo certo”. Ele explicou que, para efeitos de pesquisa, o TSE divide a população em quatro tipos de avaliação:  sexo, faixa etária, escolaridade e renda.  

    “Alegaram que a gente não havia feito a coleta dos dados de forma correta quanto aos quesitos faixa etária e escolaridade. Mas demonstramos que estava tudo certo com a pesquisa e o juiz jugou em nosso favor e a verdade prevaleceu”, afirmou.

    O coordenador do instituto também disse que ficou muito chateado por, enquanto o juiz analisava suas provas de veracidade da pesquisa, “ver que, por interesses, algumas pessoas se referem um trabalho sério, chamando de fraudulento. Mas o próprio juiz comprovou que não há nada de errado com a pesquisa. Aí está a sentença do juiz”, declarou o coordenador. Ele declarou ainda que o índice de confiança da pesquisa é de 95%  e o percentual de erro seria de no máximo 4%.

     

     

    O que diz a pesquisa

    Segundo o Instituto Civita, o atual prefeito teria 19% e Jadson Heleno 17% - Imagens: divulgação

     

     

    O Instituto Civita divulgou  o seu detalhamento do quanto a população rejeita cada candidato - Imagens: divulgação
    De acordo com o Instituto Civita, em caso de um confronto direto, Jadson Heleno teria 29% e Nardyello teria 22%
    De acordo com o Instituto Civita, em caso de um confronto direto,  Nardyello teria 29% e Gustavo Nunes teria 22%

     

     

     

     

    Dados da Pesquisa

     

    • Data de realização do trabalho de campo da pesquisa: 26, 27 e 28 de outubro de

    2020;

    • Abrangência Demográfica: Território de Ipatinga-MG;

    • Entrevistas Domiciliares a partir das coletas estabelecidas – plano amostral;

    • Universo da Pesquisa: Eleitorado de Ipatinga-MG: 174.327 (Fonte: Tribunal

    Superior Eleitoral 2020);

    • Tamanho da Amostra: Quantitativo registrado (538); Quantitativo efetivamente

    realizado (659);

    • Intervalo de Confiança registrado e realizado: 95%;

    • Margem de Erro registrada 4,0%; Margem de Erro efetivamente realizada 3,812%;

    • Percentual máximo: 66% (Cidadão Eleitor – Ipatinga-MG);

    • Número de identificação: MG03887/2020

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]