Irã confessa que derrubou avião com 176 pessoas “por engano”

11/01/2020 07:13

Inocentes que estavam no voo PS752 da companhia Ukraine Airlines International (UAI), que decolou de Teerã rumo a Kiev,  pagaram com suas vidas. 

Após forte pressão internacional, que contestava a versão de acidente para a queda do avião com 176 pessoas, autoridades iranianas admitiram nessa sexta-feira (10) que a aeronave foi “abatida” por um míssil.

O comunicado foi transmitido pela TV estatal iraniana, informando que as 176 pessoas morreram devido a um erro humano.

Segundo o canal de TV estatal, autoridades militares afirmam que as partes ​​envolvidas serão punidas.

jailton

Uma família inteira: pai, mãe e duas filhas, também estavam no avião derrubado pelo Irã/ Foto: reprodução Twitter
 

Desde a tragédia, ocorrida na madrugada de quarta, autoridades de países que perderam seus compatriotas contestaram a versão de acidente. O avião caiu logo depois de uma sucessão de disparos de  mísseis contra bases militares no Iraque, usadas pelos americanos.

Os mísseis foram disparados como vingança do Irã contra a morte de seu líder militar, a mando do presidente americano Donald Trump.

jailton-2

A garotinha Kurdia Molani, que aparece nessa foto com sua mãe, é uma das vítimas. Os pais também estavam no avião derrubado. Foto: Reprodução/Facebook
 

Com isso, os inocentes que estavam no voo PS752 da companhia Ukraine Airlines International (UAI), que decolou de Teerã rumo a Kiev,  pagaram com suas vidas. Dentre os mortos estão algumas crianças, de tenra idade.