'Seu Armando' não existe na vida real; áudio repercutiu após temporais no Rio

11/04/2019 23:17

Repercussão aconteceu por suposto áudio em que chefe chama empregado de 'preguiçoso'

Publicidade

As chuvas que caíram sobre o Rio de Janeiro impossibilitam muitas pessoas até de se deslocarem para o trabalho. Um ‘funcionário’ teria enviado um áudio para o patrão avisando que não conseguiria chegar à padaria em que trabalha. Furioso, o suposto chefe ‘Seu Armando’, o chama de preguiçoso. Esse foi o estopim para que o áudio repercutisse nas redes sociais, após internautas pensarem que se tratava de uma situação real.

Na verdade, o funcionário não existe, assim como o chefe. A mensagem foi apenas uma brincadeira do trio Leandro Menezes, Bruno Castanha e Thaís Ribeiro, que inaugurou um canal no You Tube há 15 dias. O dono das vozes do funcionário e do patrão é do próprio Leandro. A ideia, segundo ele, era mostrar o que o povo gostaria de ouvir.

Na gravação, o ‘funcionário’ está nervoso, reclamando que desde às 5h45 da manhã está enviando imagens e vídeos do temporal para o patrão, justificando porque não foi trabalhar. “O senhor conhece Belford Roxo quando chove, Seu Armando. Aí senhor vai no grupo e fala para todo mundo ouvir que eu sou um funcionário preguiçoso, que tenho medo de pegar chuvinha”, se irrita, subindo o tom do aviso. Daí em diante, o ‘empregado’ fica ainda mais nervoso e fala vários palavrões.   

Thaís Ribeiro, Bruno Castanha e Leandro Menezes, criadores do canal "Ninja, O Sincero" Foto: Arquivo pessoal

Mensagem foi uma brincadeira do trio Leandro Menezes, Bruno Castanha e Thaís Ribeiro- Foto: Arquivo pessoal

Protestos 

Leandro conta que se inspirou numa situação ocorrida com uma vizinha da Zona Norte. “Eu estava com meu cachorro, fui colocar o lixo na rua e vi uma moradora falando no telefone com alguém que parecia ser o chefe dela, justificando porque seria difícil chegar ao trabalho. A ideia do áudio veio na mesma hora”.

Por incrível que pareça, internautas até se mobilizaram para fazer um protesto contra uma padaria em Botafogo, baseado equivocadamente de que seria o trabalho do suposto funcionário. O autor do áudio dizia na mensagem que “não ia enfrentar alagamentos para encher sacos de farinha" em Botafogo.

 

 

A padaria equivocadamente relacionada ao caso recebeu ataques nas redes sociais e muitas pessoas chegaram até a tentar procurar o ‘trabalhador’ para oferecer emprego, imaginando que depois do áudio ele seria dispensado.

A padaria citada se manifestou nas redes sociais, informando que a situação descrita no áudio não procede e que no estabelecimento não há nenhum Armando.

Atualizada às 17h29



Publicidade