Falta de CNH e excesso de passageiros são investigados em acidente que vitimou mãe e dois bebês

11/07/2019 10:29

De acordo com a Polícia Civil, o excesso de passageiros será incluído na investigação

Publicidade

O acidente que vitimou uma mãe e dois bebês será investigado pelo Grupo de Homicídios da Polícia Civil de Itumbiara, na BR-452, região sul de Goiás. O marido dela era o condutor do automóvel, ele será ouvido na delegacia, pois, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o veículo estava com a documentação atrasada.

Além da mãe, dois bebês e o pai, outros dois filhos do casal também estavam no veículo. De acordo com a Polícia Civil, o excesso de passageiros será incluído na investigação.

O delegado Vinicius Penna vai esperar até que o condutor, Divino donizete dos Santos, de 39 anos, tenha condições de ser ouvido para poder intimá-lo. “A Polícia Civil trabalha para estabelecer se ele foi negligente, se ele foi imprudente e agiu com culpa não só na questão de transporte o excessivo de passageiros e falta do cinto de segurança, mas propriamente dito na condução do veículo”, informa o delegado.

O inspetor da PRF, Amarildo Moraes, conta que “Havia só um bebê conforto e ele não estava preso”. 

Os corpos foram velados em uma igreja evangélica de Itumbiara. 

Um bebê de 9 meses e o outro de 2 anos morreram no local do acidente. A mãe, Ana Lúcia Galvão Silva, de 29 anos, chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

O marido e as outras duas crianças receberam alta.



Publicidade