GAECO denuncia vereador de Santana do Paraíso

11/07/2019 11:28

Segundo os membros do GAECO, o vereador é suspeito de fazer a “rachadinha”, esquema conhecido por receber parte do salário de assessores em Ipatinga

Publicidade

O GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) de Ipatinga-MG, confirmou na manhã desta quinta-feira (11), que ocorreu junto ao grupo, investigações para apurar um crime supostamente cometido por um vereador da cidade de Santana do Paraíso-MG.

A ação, que foi feita junto à Promotoria de Justiça de Patrimônio público de Ipatinga (7ª Promotoria), concluiu que o vereador Claudinei, mais conhecido como "Buchim", vinha agindo tal como a acusação que paira sobre alguns vereadores de Ipatinga-MG, no esquema que ficou conhecido como “Rachadinha”, em que o vereador recebia parte de salário de seus assessores ou de servidores indicados por ele na Câmara.

Segundo o delegado Gilmaro Alves, o vereador contratou um servidor como assessor de gabinete e  passou a exigir que esse assessor, fizesse uma devolução de R$ 1.000. Caso não cumprisse o acordo, o mesmo teria seu contrato rescindido.

Ainda segundo o delegado, os valores eram repassados à uma terceira pessoa, em benefício de apoio político. Os repasses ocorreram durante seis meses, mais precisamente no segundo semestre de 2018.

Aos responsáveis pela investigação, o assessor confirmou os repasses. Além dele, a suposta terceira pessoa também confirmou que vinha recebendo os valores, porém disse que os repasses eram “um ajuste entre ela e o assessor”, sem intermediação do vereador, que por sua vez negou a participação.


Após análise de provas objetivas e subjetivas, as investigações foram pela conclusão da participação direta do parlamentar. O vereador e a pessoa que recebia valores, sem as devidas prestações de serviços, foram então denunciadas pelo GAECO.


 



Publicidade