Envolvidos em homicídio em bar de Ipatinga estariam atrás de dois irmãos; mulher foi morta por engano

A motivação da tentativa de homicídio dos dois irmão seria por conta de uma discussão, em decorrência de um acidente de trânsito

Por Plox

11/08/2022 09h22 - Atualizado há quase 2 anos

Na noite dessa quarta-feira (10), uma mulher, identificada como Danielly Silveira de Almeida Rabelo, de 23 anos, foi morta com um tiro, em um bar do bairro Veneza, Ipatinga, Minas Gerais. Danielly foi atingida por uma bala perdida, pois os indivíduos envolvidos no crime estariam tentando matar dois irmãos, de 19 e 23 anos.

A motivação da tentativa de homicídio contra os jovens seria uma discussão por conta de uma acidente de trânsito, ocorrido na terça-feira. O jovem de 23 anos teria sido atropelado e, com o irmão, teria ido atrás dos envolvidos no acidente, sendo ameaçado de morte por eles.

Foto: Reprodução/ Redes sSciais

 

Boletim de ocorrência

Segundo informações da Polícia Militar (PM), em patrulhamento pela avenida Livramento, os militares ouviram estampidos de disparo de arma de fogo. Nesse momento, os militares visualizaram dois indivíduos, em uma motocicleta preta, saindo da rua Porto Seguro.

Conforme os militares, eles também viram um popular gritando que os dois indivíduos que estavam na motocicleta teriam efetuado disparos de arma de fogo contra duas pessoas, que estavam no portão de uma casa.

Os policiais iniciaram perseguição a motocicleta, que tomou como rota de fuga a avenida Livramento, sentido à BR-381, porém, os indivíduos foram perdidos de vista pelos militares, na altura da rua Jundiaí.

Os militares retornaram ao local de origem e se depararam com um grande número de populares do outro lado da avenida de onde teriam acontecido os disparos, em um bar. Ao entrarem no estabelecimento, Danielly caída no chão, vítima de disparo de arma de fogo.

Foto: Reprodução/ Redes sSciais

 

Testemunhas relataram que o estabelecimento fica a aproximadamente a 50 metros do local onde foram efetuados os disparos. Danielly foi socorrida inconsciente e apresentava um orifício de entrada no olho direito, porém, ela não resistiu e morreu.

De acordo com os policiais, no hospital foram identificados os dois irmãos, vítimas da tentativa de homicídio, de 19 e 23 anos, que são irmãos. O estado de saúde deles não foi informado. Em conversa com o jovem de 23 anos, ele relatou que na terça-feira (9), os suspeitos de serem os autores começaram a brigar após terem o atropelado.  

Ele e o irmão reuniram alguns amigos e foram até o mototáxi onde os dois suspeitos trabalham. Eles invadiram o local para buscar vingança das ameaças feitas pelos acusados no dia do acidente e novamente os suspeitos os ameaçaram de morte.

Ainda segundo o jovem de 23 anos, ele e o irmão visualizaram uma motocicleta de cor preta, com dois indivíduos, circulando na rua e nas proximidades de sua residência. Após alguns minutos, os acusados retornaram na motocicleta, viram os irmão na porta da residência e efetuaram os disparos.

Um tio dos jovens, que seria policial penal, teria efetuado disparos, em defesa dos ataques dos indivíduos, que fugiram do local. Ainda não se sabe se a jovem teria sido atingida pelos disparos dos indivíduos ou do policial penal. O advogado dele disse aos policiais que ele irá se apresentar à Justiça. 

A perícia da Polícia Civil foi acionada e compareceu ao local, realizando os trabalhos de praxe nas duas cenas dos crimes. Foi constatado três perfurações de projéteis de arma de fogo no portão de aço da residência dos jovens e uma perfuração em uma caçamba de lixo, próximo ao cruzamento da rua Porto Seguro com a avenida Livramento.

O proprietário do bar foi orientado a guardar as imagens captadas nas câmeras de monitoramento, que estarão à disposição das autoridades. A Polícia Militar segue com as buscas para encontrar os autores do crime.


 

Matéria atualizada às 12h42, após novas informações

Destaques