Homem casado morre durante sexo em viagem de negócios e Justiça condena empresa

11/09/2019 15:52

A viúva e os filhos receberão 80% do salário que ele ganhava até que eles atinjam a idade mínima para se aposentarem

Publicidade

A Justiça da França considerou acidente de trabalho o caso de um homem casado que morreu durante uma madrugada de sexo com uma desconhecida em uma viagem de trabalho. O fato aconteceu em 2013, mas até agora estava na Justiça local.

Xavier X morreu em decorrência de um ataque cardíaco. Ele havia sido encontrado sem vida no quarto do hotel em que se hospedou, na cidade de Meung-sur-Loire, depois de transar com uma mulher que havia acabado de conhecer, por volta das 2h da madrugada.

ILUSTRAÇÃO

Foto: Reprodução/Imagem Ilustrativa

Apesar de a empresa afirmar que o óbito ocorreu fora do ambiente e do horário de serviço, os juízes definiram que a vítima estava em viagem a trabalho e “teria direito à proteção do empregador durante o período” e que a ocorrência foi acidente de trabalho.

Xavier era engenheiro na empresa de construção ferroviária francesa TSO, que junto do estado, arcará com os custos da indenização à família. A viúva e os filhos receberão 80% do salário que ele ganhava até que eles atinjam a idade mínima para se aposentarem e depois, uma pensão vitalícia.

Atualizada às 9h50



Publicidade