Homem forja própria morte para provar que esposa planejava matá-lo

11/09/2019 15:39

Situação aconteceu em 2015, mas somente agora a "vítima" resolveu tornar o caso público

Publicidade

Uma mulher foi condenada a 20 anos de prisão, depois que o marido resolveu forjar a própria morte para provar que ela queria o matar. O caso aconteceu em 2015, em Houston (EUA), mas a “vítima” do assassinato resolveu revelar detalhes do ocorrido somente agora, em entrevista ao Sun.

Na época, Ramon Rosa, que estava se divorciando da esposa Lulu e eles ainda dividiam o mesmo teto, descobriu que ela tinha todo um planejamento para matá-lo. Para fazer o serviço, a mulher havia contratado um assassino profissional por US$ 1.500, que equivale a R$ 6.100. O matador era indicado por Gustavo. Lulu só não imaginava que Gustavo era amigo de Ramon, que foi informado da trama.Lulu e Ramon nos 'bons tempos'

Casal antes de passar por processo de separação- Foto: Divulgação

Trama bem elaborada

Durante uma conversa entre Lulu e Gustavo, onde traçavam os detalhes da “morte” do marido dela, a negociação foi gravada e mostrada à polícia, que achou a prova insuficiente para prender a mulher. A sugestão dada pela polícia era que Ramon forjasse sua morte, sendo falsamente matado por Gustavo, que não conhecia a mandante pessoalmente. Um policial disfarçado de matador (Gustavo) teria levado para Lulu uma foto de Ramon morto. Ele usou maquiagem para simular o assassinato. Quando pagaria pelo serviço, ela foi detida pelo policial.

Tempo difícil

Ramon recorda o quão difícil foi vivenciar a situação de simular a própria morte e que se lembra com nitidez dos momentos: "Aquela foto reflete uma das coisas mais difíceis que fiz em toda a minha vida. Ainda me lembro daquilo em que eu estava pensando quando posei para aquela foto: meus filhos e meus pais". Ele afirmou que assim que descobriu o plano, foi uma mistura de emoções, pois ficou “muito irado, triste e confuso”. Mas para Ramon, o pior mesmo foi ter que “viver sob o mesmo teto com a pessoa que estava planejando a minha morte".

Lulu contratou assassino para matar o marido

Lulu foi condenada a 20 anos de prisão por planejar morte do marido em 2015- Foto: Divulgação

Atualizada às 16h40



Publicidade