Viúva da Mega Sena é condenada em definitivo

11/09/2019 12:43

Adriana Ferreira foi a mandante do crime que tirou a vida do marido em 2007, depois que ele ficou milionário

Publicidade

Autora do assassinato em 2007 do marido René Senna, que era ex-lavrador e se tornou milionário, Adriana Ferreira Almeida foi condenada em definitivo pela morte dele. A sentença foi executada pela 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que rejeitou o último habeas corpus pedido pela defesa  da ré, que era a mandante do crime.

Segundo o relator do caso, o  desembargador Claudio Tavares de Oliveira Junior, "o habeas corpus desvia-se de sua finalidade" e Adriana não pode mais recorrer.

Renê e Adriana

Adriana foi condenada por ser mandante do crime que tirou a vida do marido René- Foto: Divulgação

Ela havia sido condenada em primeira instância em 2016, a 20 anos de detenção. Os advogados pediram o abrandamento da pena dela, com redução do tempo de prisão, o que unanimemente foi negado nessa terça-feira, 10 de setembro. Adriana está presa no Rio de Janeiro e o sítio em que o casal morava antes do crime se encontra em estado de abandono.

O último recurso, que deve ser julgado até o final de 2019, é o que vai trazer uma definição sobre a herança de R$ 120 milhões a ser partilhada. É que a filha de René, Renata Sena, pediu na Justiça que o testamento seja revalidado, pois, o anterior privilegia a mandante do assassinato, e não a filha e os nove irmãos de René. Há 12 anos atrás, René foi morto a tiros por dois homens contratados por Adriana, após ele dizer que a tiraria do testamento, pois teria descoberto uma traição da esposa.  

Viúva da Mega-Sena é presa em Tanguá

Adriana está detida- Foto: Divulgação

Atualizada às 15h30

 



Publicidade