Operação de rapel dos bombeiros para resgate em helicóptero acidentado em SP

Equipes de resgate enfrentam dificuldades na remoção de corpos de vítimas de acidente fatal

Por Plox

12/01/2024 17h35 - Atualizado há 5 meses

Em um cenário de profunda tristeza e desolação, equipes do 11º Grupamento de Bombeiros de São Paulo foram mobilizadas para a área de um acidente aéreo em Paraibuna, onde um helicóptero Robinson R44 foi encontrado nesta sexta-feira (12), após 12 dias de buscas intensivas. A aeronave desapareceu no último dia do ano passado, com quatro pessoas a bordo, e infelizmente, não houve sobreviventes.

 

Foto: X @PMESP /Divulgação

Remoção dos Corpos Sob Condições Adversas

A operação de resgate envolveu um esforço hercúleo por parte dos bombeiros, que enfrentaram condições climáticas desafiadoras. Nove bombeiros foram deslocados para o local do acidente, com três deles tentando realizar a remoção dos corpos por meio de rapel. Contudo, as atividades foram temporariamente suspensas às 15h50 devido à intensificação das chuvas na região. A expectativa é de que a operação seja retomada assim que as condições climáticas permitirem.

Vítimas do Acidente

Entre as vítimas do trágico acidente estão o empresário Raphael Torres, de 41 anos, a vendedora Luciana Marley Rodzewics Santos, 46, sua filha Letícia Ayumi Rodzewics Sakumoto, 20 anos, e o piloto Cassiano Tete Teodoro. A comunidade local e os familiares das vítimas estão em luto, buscando conforto diante da perda irreparável.

Busca Extensiva e Colaboração Intersetorial

A localização do helicóptero foi possível graças à colaboração entre várias agências, incluindo a Polícia Militar, a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Polícia Civil, além de equipes particulares contratadas pelos familiares das vítimas. A busca envolveu seis aeronaves e dezenas de agentes em um esforço contínuo que durou 11 dias. O Águia 24, helicóptero da Polícia Militar, desempenhou um papel crucial ao localizar os destroços, marcando o fim de uma busca angustiante, mas infelizmente, sem o resultado esperado.

Investigação em Andamento

Além das equipes de resgate, a operação contou com a presença do Instituto de Criminalística e do Seripa IV (Serviços Regionais de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), que já iniciaram as investigações para determinar as causas do acidente.

Destaques