publicidade



PM matou suspeitos rendidos, diz Defensoria Pública

12/02/2019

Órgão apura denúncia de que, das 13 mortes ocorridas na comunidade de Santa Teresa na sexta-feira (8), nove foram de suspeitos já rendidos. PM nega.

publicidade

Comunidade do Fallet, na Região Central do Rio — Foto: Reprodução/TV Globo

  • 9 suspeitos em uma casa na comunidade do Fallet
  • 1 na comunidade do Fogueteiro
  • 2 irmãos em outro ponto do Fallet
  • 1 no Morro do Prazeres

 

Moradores afirmam que todos os mortos tinham envolvimento com o tráfico de drogas. Um dos parentes de Felipe Antunes esteve nesta segunda-feira (11) no Ministério Público do RJ para pedir que a morte seja investigada.

De acordo com essa pessoa, além de marcas de facadas, o pescoço do jovem estava quebrado.

No atestado de óbito de Felipe exibido pelo parente consta que a causa da morte foi por "lesão polivisceral, ferimento transfixante no crânio, tronco e membros", com "ação perfuro contundente".

"Eles [os policiais] mataram de faca. Eles são covardes. Eles não mereciam fazer isso. Eles não pegaram os meninos com nada. (...) Não tinha um tiro. Não teve trocação de tiro nenhum", disse a pessoa.

A versão de facadas pelo corpo do suspeito morto bate com a história contada por outro parente que esteve no Instituto Médico Legal no dia das mortes.

"O que eles fizeram foi covardia. Eles se entregaram e eles mataram. Os garotos têm marcas de facadas no corpo. A maioria tudo garoto. Foi covardia. Eles [o governo] deram liberdade pra eles [policiais] matarem e eles matam", contou o morador, que pediu para não ser identificado.

Segundo o familiar, os corpos foram encontrados numa casa na Rua José Silva, que fica no alto da comunidade. Havia, de acordo com ele, três ou quatro casas no terreno e os suspeitos estavam escondidos numa das casas.

"Todos estavam no mesmo lugar. Os caras já entraram atirando. Não deixaram ninguém se render", afirmou o familiar.

Consternado, o morador diz saber que dois dos mortos tinham relação com o tráfico de drogas, mas pondera que a lei que garante a prisão, e não a morte.

Disputa e ação da PM

Os confrontos na região dos morros Fallet, Fogueteiro e Prazeres, além do Morro da Coroa, eram frequentes havia pelo menos dois dias, quando, segundo moradores, bandidos da facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP) tentaram reassumir o controle das comunidades que são dominadas pela facção rival, o Comando Vermelho.

Os invasores seriam das favelas São Carlos e Mineira, que também ficam na região. E em meio à disputa, policiais dos Batalhões de Choque e do Bope, a tropa de elite da corporação, estiveram nas favelas para intervir no confronto.

A PM informou ter apreendido fuzis e até granadas na operação. Após algumas horas de trégua, os tiroteios recomeçaram na região. No fim da tarde de sexta, moradores voltaram a registrar confrontos.

Nota da PM

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar afirmou que a operação deflagrada na madrugada da última sexta-feira (8) nas comunidades Coroa e Fallet foi planejada para intervir numa guerra entre facções criminosas rivais, que disputam o controle de território naquela região. A ação, segundo a PM, teve "como principal preocupação a preservação de vidas".

A polícia afirma que os mortos foram baleados em confrontos: "Durante a operação houve confronto, iniciado por criminosos fortemente armados. Ao final da ação, 11 criminosos foram presos e outros 15, que optaram por não se render, foram baleados e socorridos para o Hospital Municipal Souza Aguiar. Entre os feridos, 13 vieram a óbito e dois estão internados. Durante a operação os policiais apreenderam quatro fuzis, 14 pistolas, seis granadas, três radiocomunicadores, além de carregadores e drogas", diz o texto.

"Vale ressaltar que a Secretaria de Estado de Polícia Militar instaurou Inquérito Policial Militar (IPM), medida adotada sempre que uma operação resulta em lesão corporal ou morte. Também como parte do protocolo interno da Corporação, a Corregedoria da Polícia Militar disponibiliza canais de comunicação para eventuais denúncias, sempre preservando a identidade do denunciante. Além disso, a ação foi registrada na Delegacia de Homicídios da Secretaria de Polícia Civil, que é a instância responsável pelas investigações", acrescentou a corporação.




Homem é amarrado durante assalto a residência em Timóteo

24/04/2019

Os assaltantes roubaram um veículo, botijões, aparelho de TV e uma bolsa; crime ocorreu no bairro Funcionários

publicidade

Uma residência foi alvo de assalto, na noite dessa terça-feira (23), no bairro Funcionários, em Timóteo-MG. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, o proprietário, de 52 anos, relatou que tinha ido até a sua casa para estacionar um caminhão da empresa que ele é colaborador. Ao posicionar o veículo, três indivíduos, encapuzados, o surpreenderam; um dos homens portava uma faca, rendeu a vítima e anunciou o roubo.

Ainda conforme a equipe policial, o trio obrigou o dono a abrir a residência e o amarrou com lençóis na cama em um dos cômodos. Os autores roubaram um veículo, um Ford Escort; um aparelho de TV; dois botijões de gás e uma bolsa contendo documentos pessoais da vítima. Eles fugiram após o crime.

timóteoO crime foi registrado na avenida JK, no bairro Funcionários (Foto: Google Street View)

Segundo a PM, a vítima pediu socorro para ser desamarrado. Testemunhas contestaram aos militares que os suspeitos fugiram em direção ao bairro Alvorada.

A polícia começou o rastreamento. Até o fechamento desta matéria, os envolvidos não tinham sido localizados.


Homem é atingido por tiros em tentativa de homicídio em Ipatinga

24/04/2019

O crime foi registrado no bairro Bom Jardim, na madrugada de hoje

publicidade

Um homem, de 30 anos, ficou ferido em uma tentativa de homicídio, no bairro Bom Jardim, em Ipatinga-MG. O crime foi registrado na madrugada desta quarta-feira (24), na avenida Amazonas.

Segundo informações da Polícia Militar ao PLOX, H.K.S. foi chamado por dois homens; ao atender, ele foi surpreendido por mais três indivíduos. Eles efetuaram vários disparos de arma de fogo contra o H.K. A vítima correu para dentro da residência, sendo perseguida; ela foi atingida na perna e na coxa direita.

Conforme a PM, após os tiros, os suspeitos fugiram. O ferido foi socorrido pelo SAMU a uma unidade hospitalar. O homem não soube esclarecer a motivação do atentado.

No local, foram recolhidas  três cápsulas de calibre de 380 e 11 cápsulas de calibre 9mm. Os militares seguem em rastreamento na tentativa de localizar os envolvidos.

bom-jardimO atentado ocorreu na avenida Amazonas (Foto: Google Street View)


Mais de 50 buchas de maconha são apreendidas em Ipatinga

24/04/2019

publicidade

No fim da tarde dessa terça-feira (23), policiais militares do GEPAR realizaram a apreensão de um menor e grande quantidade de buchas de maconha, durante operação policial no Morro Santa Rosa, no bairro Bethânia, em Ipatinga-MG.

De acordo com o sargento Marko, durante uma operação no aglomerado,  um indivíduo ao perceber a presença dos militares evadiu em uma escadaria,  sendo perseguido e abordado. Foi pedido apoio e feito uma varredura pelo local por onde ele correu sendo localizado uma bucha de maconha, quatro porções de cocaína.

últimas notícias