Ipatinga

política

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Ipatinga: Secretaria de Administração identifica várias irregularidades em levantamento

    Conforme avaliou a atual Administração Municipal, as condições inadequadas do galpão onde fica o almoxarifado, preocuparam a comissão de gestores

    Por Plox

    12/02/2021 18h42 - Atualizado há 8 meses

    O secretário de Administração de Ipatinga, Matheus Braga, afirmou que diversas irregularidades foram identificadas nos processos e procedimentos de aquisição de materiais, conservação e manutenção de bens públicos e outras atividades relativas ao governo anterior, num levantamento pormenorizado realizado pelos novos gestores da pasta no mês de janeiro. 

    De acordo com a Administração Municipal, “soluções efetivas para os problemas, com propostas de maior rigor e eficiência dos serviços, dinamização e aperfeiçoamento de protocolos estão sendo debatidas em reuniões com a participação de diretores, gerentes e funcionários dos diversos setores ligados à repartição”. 

    Foto: Divulgação PMI

     

    Segundo informações levantadas pela Secretaria de Administração, na área de almoxarifado, foram detectadas anormalidades como compra excessiva de insumos; aquisição de álcool gel cujas embalagens vieram sem os dispensers; problemas na estrutura do galpão de armazenagem; ausência de seguro de mercadorias e de um plano de combate a incêndio.

    O grupo de trabalho também fiscalizou as condições da frota de veículos da prefeitura, realizou uma sondagem acerca de bens inservíveis e, na averiguação de processos administrativos, identificou falhas bastante prejudiciais.

    Almoxarifado

    Conforme avaliou a atual Administração Municipal, as condições inadequadas do galpão onde fica o almoxarifado, preocuparam a comissão de gestores. O local de armazenagem de alimentos como açúcar, por exemplo, possui uma abertura e constantemente os produtos são atacados por animais como gambás. O local passará por uma reforma de reestruturação e melhorias para sanar os problemas.

    Outro fato grave e que despertou a atenção durante o levantamento foi a compra exorbitante de aventais clínicos. Conforme a Secretaria, o número de unidades compradas (250 mil) é quase o de toda a população de Ipatinga, hoje estimada em 265 mil habitantes, e em função disso uma grande quantidade do material está mofando. 

    Conforme o relatório apresentado, somente 15% deste montante foi utilizado desde a compra que foi feita pelo governo anterior. A Secretaria informou que uma auditoria será realizada, a fim de que se possa esclarecer as circunstâncias da aquisição e decidir quanto à destinação do material. 

    Frota de veículos

    Conforme explicou o novo governo de Ipatinga, no pátio de veículos foram encontrados vários deles inativos e que poderiam estar sendo usados a serviço da população. O funcionamento ficou comprometido por problemas mecânicos e outros não resolvidos, decorrentes de falta de manutenção, sem a necessária reposição até mesmo de pneus. 

    Irregularidades como a utilização inadequada de veículos da frota municipal também foram percebidas, informa o secretário Matheus Braga. “O município possui um Fiat Pálio e um Volkswagen Gol bastante novos, comprados recentemente, que eram usados para transportar britas e pedras. Obviamente, estes são veículos feitos para transporte de pessoas. Para transporte de materiais deste tipo, temos uma caminhonete. Desde quando assumimos, determinamos que a movimentação de saída e entrada dos veículos, assim como suas liberações para abastecimento, sejam totalmente controladas e justificadas, além do estado geral para responsabilização por eventuais avarias. Entre outros objetivos, estamos garantindo a preservação do patrimônio do município, ao mesmo tempo em que zelamos pela vida do servidor que se utiliza do bem”, explica. 

    A Secretaria determinou o registro obrigatório de informações básicas na parte diária dos veículos, adotando como norma a devolução ao pátio municipal para conferência diária, impreterivelmente, até às 19h55.  

    Bens inservíveis 

    Uma comissão formada pelo secretário municipal de Administração, o diretor do Departamento de Suprimentos e o gerente da Seção de Patrimônio realizou o levantamento de bens inservíveis, constatando que eles existem em grande quantidade. Após auditoria, os materiais serão colocados à disposição em um leilão. Nesse sentido, já está sendo providenciada a licitação do leiloeiro. A data ainda será definida e oportunamente informada, dentro das exigências legais.  

    Processos administrativos

    Ainda conforme Matheus Braga, atualmente todos os processos inerentes à Administração são físicos, dificultando consultas e acompanhamento, além de representar demasiada ocupação de espaços, entre outros inconvenientes. O atual governo pretende digitalizá-los e transformá-los em processos eletrônicos, para facilitar o acesso, atualizar o andamento e oferecer transparência aos munícipes.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]