Fernando Henrique Cardoso é internado após acidente doméstico

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) se manifestou sobre o acontecido

Por Plox

12/03/2022 15h11 - Atualizado há cerca de 2 anos

Foi internado em São Paulo nesta sexta-feira (11) o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, depois de sofrer um acidente doméstico.

O político foi levado para o Hospital Israelita Albert Einstein. Ao que tudo indica, Fernando Henrique quebrou o fêmur e estaria bem. Apesar do susto, o partido PSDB no qual ele é cacique, se manifestou por meio de uma nota.

 

Foto: divulgação/ PSDB

 

Na oportunidade, eles destacaram sobre o acidente e desejaram boa recuperação ao ex-presidente. "Desejamos rápida recuperação ao presidente Fernando Henrique Cardoso,  internado hoje em função de uma fratura no fêmur. Receba o abraço de todos os tucanos do Brasil", informa a postagem.

 

Foto: reprodução/ Twitter

 

Veja também: Bolsonaro sanciona hoje PL da cobrança única de ICMS de combustível
O presidente Jair Bolsonaro disse que sancionará ainda hoje (11) o projeto de lei (PL) que prevê a cobrança em uma só vez do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, inclusive importados. O texto, aprovado na madrugada desta sexta-feira, na Câmara dos Deputados, e um pouco antes no Senado, prevê que a cobrança seja feita com base em alíquota fixa por volume comercializado e única em todo o país.

"Quero cumprimentar o Senado e a Câmara dos Deputado pela aprovação que, na prática, visa suavizar o aumento no óleo diesel no dia de ontem [10]", disse Bolsonaro, durante o lançamento do Plano Nacional de Fertilizantes (PNF), referindo-se ao aumento no preço dos combustíveis anunciado pela Petrobras.

Bolsonaro citou o óleo diesel, que teve o maior percentual de aumento, e disse que, após a sanção do projeto de lei, o preço do produto deve cair nas bombas dos postos de gasolina. "No final das contas, o governo entra com aproximadamente R$ 0,30; os governadores, com R$ 0,30, e o contribuinte, com os outros R$% 0,30. Logo mais, terei sancionado o projeto, e o reajuste anunciado pela Petrobras no dia de ontem passa de R$ 0,90 para R$ 0,30 na bomba. Eu lamento apenas a Petrobras não ter esperado um dia a mais para realizar esse reajuste", disse o presidente.

Destaques