Bruno Gagliasso Giovanna Ewbank comemoram avanço na luta contra o racismo

Portuguesa foi acusada de ofender filhos do casal em clube

Por Plox

12/04/2024 16h51 - Atualizado há 3 meses

Em julho de 2022, durante uma visita ao Clássico Beach Club, em Costa da Caparica, Portugal, Titi e Bless, filhos de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, foram alvo de ofensas racistas por parte de Maria Adélia Coutinho Freire de Andrade. A acusada dirigiu-se às crianças com a frase: "Seus pretos, voltem para África!".

Foto: reprodução/ Instagram

Reação do casal

  • Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank utilizaram as redes sociais para expressar suas reações após o Ministério Público de Portugal aceitar a denúncia contra Maria Adélia por difamação e injúria racial. "Racismo é crime e não pode ser banalizado. Hoje, podemos comemorar porque o Ministério Público aceitou nossa acusação", declararam no comunicado.

Esperança de justiça

  • O casal destacou a importância do avanço do caso para o combate ao racismo e mencionaram a dedicação dos advogados portugueses Rui Patrício, Catarina Martins Morão e Teresa Sousa Nunes. Ewbank e Gagliasso aguardam o julgamento, esperando que este caso sirva para aumentar a conscientização e que futuramente possam relatar mais vitórias nesta luta. "Um crime que discrimina, que fere a autoestima e não permite que pessoas negras tenham oportunidades. Um crime que mata em qualquer parte do mundo", enfatizaram sobre a gravidade do racismo.

 

 


 

Destaques