Líder religioso é preso por estuprar neta para 'torná-la' hétero em MG

O homem de 57 anos alegava que abusos "curariam" a orientação sexual da neta

Por Plox

12/04/2024 16h15 - Atualizado há 3 meses

Um homem de 57 anos, líder espiritual, foi preso pela Polícia Civil de Minas Gerais na cidade de Uberlândia, acusado de abusar sexualmente de sua neta durante dois anos.

Foto: Reprodução/Pixabay 

Método de coerção:

Segundo a polícia, o avô alegava que os abusos eram necessários para "curar" a orientação sexual da menina, afirmando que ela só se tornaria heterossexual através desses atos. Ele ameaçava a neta com doenças graves, como câncer, ou com o mal a outros membros da família caso ela recusasse.

Ameaças adicionais:

"O homem também oferecia cigarros e bebida alcoólica à adolescente, caso ela não cedesse", explicou a delegada Daniela Novais Santana.

Descoberta e denúncia:

Os abusos, que ocorreram entre 2022 e 2023, foram interrompidos após a mãe da adolescente descobrir os atos e denunciá-los.

Investigação e prisão: 

Os abusos, que aconteceram entre 2022 e 2023, só cessaram após a mãe da jovem descobrir e denunciar. "O homem também oferecia cigarros e bebida alcoólica à adolescente, caso ela não cedesse", revelou a delegada Daniela Novais Santana. Com base nas evidências, a Polícia Civil instaurou um

 

 



 

Destaques