Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Jovem é morto dentro de casa com tiros na cabeça em Timóteo

    Ele estava no quarto deitado com as duas filhas e a companheira quando a residência foi invadida

    Por Plox

    12/07/2021 10h35 - Atualizado há 2 meses

    Na noite desse domingo (11), um jovem de 22 anos foi morto dentro de casa com pelo menos cinco disparos de arma de fogo, na rua Dois, no bairro João XXIII, em Timóteo, Minas Gerais. De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima foi identificada como Arthur da Silva Mendonça.

    A guarnição compareceu ao local do fato, onde encontraram a porta da residência arrancada e a vítima já sem sinais vitais. Em conversa com a namorada do jovem, esta relatou que por volta das 23h35, dois indivíduos pularam o muro da residência e chamaram pelo nome de Arthur. Logo em seguida arrancaram a porta da residência com chutes, invadiram o quarto onde estavam deitadas a vítima, juntamente com suas duas filhas e a testemunha. 

    Os autores identificaram a vítima antes de começar a efetuar os disparos. Relatou que ouviu cerca de quatro a cinco disparos, que logo em seguida os autores evadiram do local, contudo, a testemunha disse não ter ouvido se os autores evadiram de motocicleta ou automóvel. 

    A mãe do jovem também relatou a mesma versão da testemunha. O perito compareceu ao local, onde realizou os trabalhos de praxe, constatando que o rapaz teria recebido de quatro a cinco perfurações na cabeça e nuca, além de ter recolhido uma munição intacta de calibre 9mm e um projétil deflagrado, que segundo ele, seria de calibre .22 ou .32. 

    Foi recolhido pela guarnição um telefone da marca Xiaomi modelo Redmi de cor azul com a tela trincada. Conforme denúncia anônima apurada no local, dias atrás, havia uma motocicleta, não sabendo especificar marca, modelo ou cor, rondando próximo à casa da vítima, e que ele estava muito assustado como se estivesse sendo ameaçado de morte, e tal denunciante acredita que o crime pode ter envolvimento com dívidas de drogas. 

    Segundo a PM, a vítima possuía passagens por tráfico e receptação. O rastreamento ficou prejudicado pelo fato das testemunhas terem dito que os autores estavam encapuzados, que não conseguiram ver a rota de fuga, nem o tipo de veículo utilizado no crime.


     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]