Radares móveis na mira de Bolsonaro: “Semana que vem não teremos mais essa covardia”

12/08/2019 15:07

Presidente disse que "a partir da semana que vem não teremos mais essa covardia de radares móveis no Brasil”

Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro (PSL), declaradamente contrário a radares móveis em rodovias, resolveu levantar o tema nesta segunda-feira, 12 de agosto. Durante um evento de liberação de uma parte da duplicação da BR-116, em Pelotas (RS), o presidente disse que quer dar fim aos radares nas estradas pelo país. 

O chefe do Executivo afirmou que tem conversado com o ministro responsável, Tarcísio Gomes de Freitas, para acabar com os equipamentos e criticou o que chama de ‘máfia de multas’ e ‘indústria de multas’. Bolsonaro declarou: "Estou com uma briga na Justiça, junto com o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura, para acabar com os radares móveis do Brasil", discursou.
 

Bolsonaro diz que há "indústria de multas" no Brasil Carolina Antunes/PR - 10.08.2019

Bolsonaro diz que radares atende a "indústria de multas"- Foto: Presidência da República

O presidente completou: "Isso é coisa de uma máfia de multas, é um dinheiro que vai para o bolso de poucos aqui no Brasil, é uma indústria de multas". Ele adiantou que a partir da semana que vem os aparelhos serão removidos: "A partir da semana que vem não teremos mais essa covardia de radares móveis no Brasil”.

Atualizada às 16h02



Publicidade