publicidade



Justiça nega pedido de liberdade de Suzane von Richthofen

12/09/2018

Defensoria Pública vai recorrer no Tribunal de Justiça de São Paulo; na decisão, juíza levou em conta laudos psicológicos que apontam que a detenta tem personalidade egocêntrica, n

publicidade

São Paulo - A Justiça negou o pedido da detenta Suzane von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais, em 2002, para que pudesse cumprir o restante da pena em liberdade. A decisão foi dada no último dia 4 pela juíza Vânia Regina Gonçalves da Cunha, da Vara de Execuções Criminais de Taubaté. A magistrada levou em conta parecer do Ministério Público de São Paulo (MP-SP) de que a presa ainda não reúne condições para voltar ao convívio social. A Defensoria Pública, que atende Suzane, vai entrar com recurso no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).



últimas notícias