Total de 11 mortos foram removidos após incêndio em hospital

Havia 103 pacientes estavam internados e 224 funcionários trabalhavam quando ocorreu o possível curto-circuito em um gerador

Por Plox

12/09/2019 23h04 - Atualizado há mais de 4 anos

Os bombeiros que atuavam procurando mortos após o incêndio no Hospital Badim, encerraram os trabalhos nesta madrugada de sexta-feira, 13 de setembro. A unidade de saúde ficou parcialmente destruída e 11 pacientes que estavam internados morreram no local. O incêndio começou no início da noite de quinta-feira, 12, e até o momento, não há informações sobre as identidades das vítimas.

Havia 103 pacientes estavam internados e 224 funcionários trabalhavam quando ocorreu o possível curto-circuito em um gerador, que teria ocasionado o fogo. Os pacientes tiveram que ser levados para a rua em macas e para uma creche próxima, sendo auxiliados por moradores e profissionais da unidade. Dez deles foram levados a outros hospitais.Fundos do prédio mais antigo do Hospital Badim, no Maracanã, Zona Norte do Rio, destruídos pelo fogo — Foto: Reprodução/TV Globo

Foto: Divulgação

O hospital ficava em um prédio antigo, onde casas ficavam rentes às paredes da unidade, motivo pelo qual vizinhos tiveram que deixar rapidamente seus imóveis por risco de desabamento.

A direção do hospital disse em nota, pouco depois do acindente, que vinha “a público expressar seu profundo pesar em relação ao incêndio ocorrido na noite desta quinta-feira” e esclareceu como ocorreu o socorro às vítimas e que “desde o primeiro momento a prioridade total foi socorrer os pacientes e funcionários e salvar vidas. Mais de 100 médicos foram mobilizados para dar assistência aos pacientes que estavam sendo socorridos”.

Mais tarde, a administração divulgou outros dois comunicados, que explicavam sobre a transferência dos pacientes, disponibilizando telefone e e-mail de informações. A unidade informou que  “os familiares dos pacientes e funcionários envolvidos no episódio receberam atendimento pelo comitê de apoio do hospital, inclusive de uma assistente social” e que “todas as providências estão sendo tomadas para acolher as famílias”. 

Incêndio no hospital Badim na Tijuca na Rua São Francisco Xavier pacientes são evacuados, camas chegaram a ser montadas no meio da rua, na noite desta quinta-feira (12) no Rio de Janeiro, RJ. — Foto: CELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Pacientes ficaram em colchões em uma rua próxima e outros foram para outros hospitais-Foto: Divulgação

Atualizada às 9h18

Destaques