Missão de resgate em Gaza mobiliza avião presidencial brasileiro

28 brasileiros aguardam repatriação em meio a conflito israelense-palestino

Por Plox

12/10/2023 21h50 - Atualizado há 9 meses

 

Nesta quinta-feira (12/10), uma aeronave da Presidência da República brasileira, especificamente uma VC-2, modelo Embraer 190, foi mobilizada com objetivo de resgatar brasileiros na Faixa de Gaza, uma região atualmente abalada por bombardeios de Israel. Conforme noticiado por Victor Correia no "Correio Braziliense", a aeronave decolará em caráter de urgência da Base Aérea de Brasília rumo a Roma, Itália. A missão, de natureza emergencial, almeja resgatar um total de 28 brasileiros presos no tumulto do conflito estrangeiro.

(foto: (GOV BR/FAB))

Obstáculos e estratégias da operação

O trajeto da missão brasileira, no entanto, não será direto. A aeronave deve aguardar em solo italiano por uma janela de oportunidade que permita ingressar no Egito e realizar o resgate dos cidadãos brasileiros. O plano, conforme delineado nas informações disponíveis, envolve transportar os nacionais de ônibus até a cidade de Rafah. Contudo, complicações surgem, uma vez que o governo egípcio ainda não autorizou a entrada do grupo pela fronteira, que se encontra fechada devido aos bombardeios de Israel.

Dependência de negociações e tensões internacionais

A efetivação do resgate não depende apenas da logística brasileira, mas também do cenário diplomático e militar que se desenha no Oriente Médio. A região permanece um caldeirão de tensões e a operação de resgate está pendente das negociações para estabelecer corredores humanitários. Estes, por sua vez, serão tema de uma reunião emergencial do Conselho de Segurança da ONU no dia 13. Paralelamente, os brasileiros aguardam o resgate em condições de vulnerabilidade, com um grupo de 13 pessoas aguardando em uma igreja na Faixa de Gaza, local que o governo brasileiro solicitou a Israel que seja poupado dos bombardeios.

Destaques