Paralisação nas linhas do metrô de São Paulo é encerrada após protesto de funcionários

Advertências aplicadas a operadores desencadeiam ação sindical e interrompem a circulação de trens por mais de duas horas

Por Plox

12/10/2023 22h27 - Atualizado há 9 meses

Linhas de cor Azul, Verde, Vermelha e Prata do metrô paulistano retomaram suas operações na tarde desta quinta-feira (12) após uma manifestação de membros da equipe interromper a circulação por um período superior a duas horas.

 

Foto: Reprodução de vídeo

A parada dos trens foi uma resposta dos funcionários a certas condições impostas pela empresa. 

A administração do Metrô, por outro lado, expressou surpresa perante a paralisação. Afirmou que esta foi uma reação a uma advertência escrita endereçada a cinco operadores de trem, decorrente de suas "recusas consistentes em desempenhar suas funções".

Conforme declarado pelo Metrô, esses empregados resistem a participar de treinamentos e de uma sessão prática oferecida a outros trabalhadores que estão em treinamento para operar os trens, atividades que são parte do cotidiano dos profissionais do setor.

A empresa fez questão de destacar que a advertência "não resulta em suspensão ou demissão e que não existem consequências na remuneração. A advertência, no momento, serve unicamente para proporcionar aos empregados uma chance de retificar o comportamento infracional", conforme expresso na nota.

Ainda está em análise pelo Metrô a possibilidade de adotar ações legais em decorrência da paralisação, que afetou a população sem qualquer aviso antecipado.

Destaques