Espetáculos teatrais abrem o Festival de Verão 2020

13/01/2020 14:15

Destaque para “O Menino e a Cerejeira”, baseado na obra de Daisaku Ikeda, e “Dois Idiotas Sentados cada qual no seu barril”, inspirado em texto de Ruth Rocha

Publicidade

O Festival de Verão começa nesta semana trazendo atrações de teatro para todos os gostos e idades. Patrocinado pela Usiminas e realizado pelo Instituto Usiminas, por meio da Lei federal de Incentivo à Cultura, o evento apresenta mais de 30 atrações até o dia 16 de fevereiro. Para abrir a temporada, neste sábado (18/1), o Teatro Zélia Olguin recebe dois espetáculos de São Paulo: “Dois idiotas sentados cada qual no seu barril”, às 17h; e “O subnormal - Uma história de baixa visão”, às 20h. No Teatro do Centro Cultural Usiminas, a abertura é com a prata da casa “Santinhas do Pau Oco - Uma Santa Comédia”, às 20h.  E no domingo, o grande destaque “O Menino e a Cerejeira”, se apresenta às 17h, no Teatro do Centro Cultural Usiminas.

Nesta edição o Festival de Verão oferece o Ingresso Solidário - pagamento de meia-entrada para todos, mediante doação de 1 quilo de alimento não perecível. As arrecadações serão destinadas para entidades assistenciais do Vale do Aço.

Estrelado pela Borbolina Companhia, “Dois idiotas sentados cada qual no seu barril” é baseado na obra de Ruth Rocha e conta com humor a história de Teimosinho e Mandão, palhaços combatentes de guerra que atuam em exércitos distintos, cada qual com um barril cheio de pólvora. Egoístas e autoritários, não conseguem dialogar sem brigas. Pois acendem uma vela e colocam em risco toda vida ao redor – incluindo a deles.

Dois idiotas sentados cada qual em seu barril - foto Marcelo Sarmento (2) Foto: Divulgação

 

O monólogo documental “O Subnormal” , aborda a trajetória do ator Cleber Tolini, que aos 24 anos de idade, teve seu nervo ótico afetado após uma neurocirurgia, ficando com 20% de visão ou Visão Subnormal, também conhecida por Baixa Visão. No Brasil, a cada cinco pessoas com deficiência visual, quatro tem Baixa Visão. O espetáculo traz também material documental original de outras pessoas em condição similar.

O Subnormal -1 Foto: Divulgação

 

Sucesso de público, a peça “Santinhas do Pau Oco – Uma Santa Comédia” conta a história de jovens freirinhas que, enclausuradas num convento, vivem sob as rígidas regras da madre superiora. As noviças tentam realizar, cada qual a seu modo, seus objetivos pessoais de alegria.

SANTINHAS Foto: Divulgação

 

Clássico japonês

o menino e a cerejeira 1 Foto: Divulgação

 

Apresentado pela Borbolina Companhia, o “Menino e a Cerejeira” promete muita emoção. Baseado na obra do escritor pacifista japonês Daisaku Ikeda, a peça retrata a história de sobrevivência de uma árvore cerejeira, a partir de um enredo onde amizade, determinação e coragem unem o garoto Taiti e sua dura realidade após a devastação provocada pela guerra. Mensagens de paz, esperança e humanismo inspiram crianças, jovens e adultos.

Serviços

18/1 (sábado)
Dois idiotas sentados cada qual no seu barril
Local: Teatro Zélia Olguin
Horário: 17h
Ingresso: R$ 40 (inteira) | R$ 20 (meia) | R$ 20 (ingresso solidário)

O subnormal - Uma história de baixa visão
Local: Teatro Zélia Olguin
Horário: 20h
Ingresso: R$ 40 (inteira) | R$ 20 (meia) | R$ 20 (ingresso solidário)

Santinhas Do Pau Oco - Uma Santa Comédia
Local: Teatro do Centro Cultural Usiminas
Horário: 20h
Ingressos: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia) | R$ 15 (ingresso solidário)

19/1 (domingo)

O menino e a cerejeira
Local: Teatro do Centro Cultural Usiminas
Horário: 17h
Ingressos: R$ 40 (inteira) | R$ 20 (meia) | R$ 20 (ingresso solidário)

Mais informações: 31.3822.3031.



Publicidade