Putin ameaça reação severa a apreensões de ativos russos pelo Ocidente

Segundo reportagens, nos últimos nove meses de 2023, apenas em uma instituição, os ativos russos congelados somavam cerca de três bilhões de euros

Por Plox

13/02/2024 18h05 - Atualizado há 2 meses

A Rússia alertou para uma retaliação severa contra países ocidentais, incluindo os Estados Unidos e a União Europeia, caso prossigam com o confisco de bilhões de dólares em ativos financeiros russos situados fora de suas fronteiras. Esta advertência foi divulgada pela agência de notícias Tass, na terça-feira (13).

Foto-divulgação governo russo

Em resposta à invasão da Ucrânia iniciada em fevereiro de 2022, o Ocidente impôs restrições à Rússia, bloqueando aproximadamente US$ 300 bilhões (aproximadamente R$ 1,5 trilhão) em ativos. Recentemente, a União Europeia aprovou uma legislação que permite o uso dos lucros gerados por esses ativos congelados, especialmente do Banco Central Russo, para auxiliar na reconstrução da Ucrânia.

Segundo reportagens, como a do jornal New York Times, nos últimos nove meses de 2023, apenas em uma instituição, os ativos russos congelados somavam cerca de três bilhões de euros. Esses fundos agora estão destinados a serem utilizados em favor da Ucrânia.

Maria Zakharova, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, classificou a medida como um ato de "roubo", conforme reportado pela Tass, enfatizando que tais ações consistem na apropriação indevida de propriedades alheias.

Destaques