Jorge e Mateus suspendem contrato com Villa Mix até esclarecimento sobre agressão na boate

13/05/2019 22:48

Dupla resolveu interromper o contrato com a casa de shows até que os fatos sejam esclarecidos

Publicidade

Depois das suspeitas de agressão a uma publicitária por seguranças da boate Villa Mix, os sertanejos Jorge e Mateus, donos dos hit “Pode Chorar”, resolveram interromper o contrato com a casa de shows até que os fatos sejam esclarecidos. 

Mulher agredida postou fotos do rosto machucado depois do episódio Reprodução/ InstagramPublicitária desabafou nas redes sociais sobre a agressão- Foto: Reprodução/Instagram

A publicitária Taynara Diniz disse que sofreu agressão de cinco seguranças do local, no dia 7 de maio. Conforme relatou, ela discutia com outro homem na festa, e ao ser levada para uma sala pelos seguranças, apanhou deles, teve o celular roubado e a impediram de acionar a polícia. Segundo a publicitária, eles só pararam a agressão quando ela fingiu ter desmaiado. Em sua rede social, Taynara denunciou que outras pessoas já sofreram espancamento no local, ao qual descreve como ‘casa de horror’ e ‘lixo’. Ela revelou: "Não fui a primeira pessoa a ser espancada nessa casa de show, ou melhor, de horror. Infelizmente, sei que não serei a última. Vamos evitar que mais mulheres e homens sejam espancados por esse lixo de lugar".

Por prazo indeterminado

A dupla sertaneja se manifestou por meio do perfil oficial no Instagram, dizendo que suspendeu por prazo indeterminado a licença de uso do nome artístico e de imagem da dupla, até “que seja concluída uma investigação e apuração dos fatos pelas autoridades competentes”. Na nota, os sertanejos ainda disseram “repudiar o uso de violência em qualquer situação". 

Esclarecimento dos fatos

A Villa Mix, por sua vez, disse repudiar qualquer acusação de agressões a clientes e informou que a “equipe de segurança é treinada para garantir o bem-estar e a integridade física dos frequentadores”. Segundo a administração do local, no caso de Taynara, o sistema interno de TV mostrou imagens dela em diversos momentos no dia 7, “protagonizando agressões, inicialmente, a um cliente. Na sequência, Taynara agrediu física e verbalmente, inclusive com injurias raciais, diversos funcionários e colaboradores da segurança da Casa”. A boate informou que repassou à polícia as imagens registradas e que a empresa tem grande interesse no esclarecimento dos fatos. O contrato entre os sertanejos com a Villa Mix ocorre desde 2011, mas os artistas não participam da administração, nem da gestão do local. 

Atualizada às 10h28



Publicidade