Atingidos pelas enchentes do RS receberão PIX de R$ 2 mil; entenda critérios

Benefício emergencial destina-se a famílias desabrigadas e desalojadas em áreas de calamidade

Por Plox

13/05/2024 15h17 - Atualizado há 30 dias

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, comunicou nesta segunda-feira os requisitos para o acesso ao auxílio financeiro emergencial denominado PIX SOS RS. O anúncio foi feito em uma coletiva de imprensa e detalha a assistência voltada para as famílias impactadas por recentes desastres naturais no estado.

Foto: reprodução/ redes sociais

O programa está configurado para destinar um montante de R$ 2 mil para cada família afetada que se enquadre nos critérios estabelecidos pelo Comitê Gestor do PIX. Os principais critérios para o recebimento do auxílio incluem:

Famílias que foram desabrigadas ou desalojadas devido a eventos climáticos severos, em municípios que tiveram situação de calamidade oficialmente reconhecida pela Defesa Civil;
Estar cadastradas no CadÚnico ou no Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF);
Não serem beneficiárias do programa "Volta por Cima";
Possuir renda familiar máxima de até três salários mínimos.
Eduardo Leite destacou que a iniciativa já arrecadou mais de R$ 93 milhões através do mecanismo de PIX, com contribuições de cidadãos de todo o país. A estimativa é que aproximadamente 45 mil famílias sejam assistidas por esta ação.

"Embora R$ 2 mil não resolvam completamente a situação, é um suporte significativo para muitas pessoas que perderam tudo, permitindo que recuperem a confiança e comecem a reconstruir suas vidas", afirmou o governador durante a coletiva.

Adicionalmente, Leite fez questão de esclarecer que os valores arrecadados com o PIX SOS RS são geridos por uma entidade privada, a Associação dos Bancos do Rio Grande do Sul, e não são administrados diretamente pelo governo estadual. "O PIX é destinado a uma conta de uma entidade privada e não para o governo. Assim, garante-se que o auxílio seja direcionado exclusivamente para as vítimas das catástrofes, sem outras intermediações", explicou.

Destaques