Mortes por coronavírus: prefeito de Fabriciano diz que “o pior já passou”

13/07/2020 15:12

Nesta segunda-feira (13), o boletim epidemiológico da cidade trouxe o registro de mais uma morte por Covid-19 e 937 recuperados

Na manhã desta segunda-feira (13), durante uma live no Facebook, o prefeito de Coronel Fabriciano-MG, Marcos Vinícius, declarou que “o pior já passou”, em relação ao coronavírus no município.

Marcos Vinícius explicou que o período mais crítico de Fabriciano foi em março, quando foi confirmado o primeiro caso da doença. “Quando nós tivemos o primeiro caso, nós tivemos que acelerar a entrega daquele primeiro pavimento lá, para ampliação de leitos”, disse.

marcos viniciusFoto: Reprodução vídeo
 

Naquele período, tudo estava muito difícil de conseguir, relata o chefe do Executivo. “Os equipamentos estavam difíceis, os EPIs estavam difíceis, tudo tava muito difícil lá em março”, afirmou Marcos Vinícius.

 

18º óbito confirmado

O boletim epidemiológico do município de Coronel Fabriciano-MG confirmou 21 novos casos e mais uma morte de paciente com coronavírus nesta segunda-feira (13). O boletim é atualizado diariamente pela Secretaria de Governança da Saúde da Prefeitura Municipal de Coronel Fabriciano. 
 
Com a nova morte registrada, 18 pessoas já morreram no município após testarem positivo para o vírus. A Prefeitura de Coronel Fabriciano não informa detalhes como sexo, idade e se a vítima tinha comorbidades. 

WhatsApp Image 2020-07-13 at 10.56.36

Recuperados

O número de casos confirmados na cidade chegou à 1091 nesta segunda-feira. De acordo com a secretaria, 937 já se recuperaram da doença após serem diagnosticados. 15 pessoas seguem internadas no Hospital Dr. José Maria Morais após testarem positivo para o vírus: 9 são moradores de Coronel Fabriciano. 

Esses 937 pacientes que já superaram a doença representam 85,88% de todos os pacientes. Esse dado foi divulgado pelo próprio prefeito.
 
Mortes no Vale do Aço
 
Nesse final de semana, oito pessoas morreram infectadas com o novo coronavírus no Vale do Aço. Apenas Santana do Paraíso não registrou nenhum óbito. No sábado (11), Coronel Fabriciano registrou três mortes e Ipatinga uma. Já no domingo (12), Ipatinga confirmou mais três mortes e Timóteo uma. Ao todo, o Vale do Aço já registrou 114 mortes em decorrência da Covid-19: 65 em Ipatinga; 17 em Fabriciano; 17 em Santana do Paraíso e 15 em Timóteo.

No sábado

A Prefeitura de Coronel Fabriciano-MG registrou mais três mortes de pacientes infectados com coronavírus na cidade. A informação foi divulgada através do Boletim Epidemiológico Diário da Prefeitura. 

A Administração Municipal divulga nenhuma informação sobre as vítimas.

Ipatinga

Mais um óbito em decorrência de complicações por Coronavírus foi registrado na cidade nesse sábado (11). Trata-se de um homem de 57 anos, morador do bairro Veneza. 

O paciente estava internado no Hospital Márcio Cunha. Segundo informações, ele foi submetido ao exame para comprovação da doença e o resultado acusou positivo.

No domingo

A Prefeitura de Ipatinga registrou mais três novos óbitos, um do sexo feminino e outros dois do sexo masculino, em decorrência de complicações por Coronavírus. Todos possuíam comorbidades.

Uma das vítimas é uma mulher de 56 anos, moradora do bairro Vagalume, que estava internada no Hospital Márcio Cunha. Outra vítima, homem de 46 anos, também estava internada no Hospital Márcio Cunha e era moradora do bairro Bom Jardim. Um homem de 74 anos, internado no Hospital Municipal, morador do Canaã, também veio a óbito.

Com esses três novos registros, a cidade chega ao total de 65 mortes de pacientes infectados com Covid-19

Timóteo

Um novo óbito foi registrado no município de Timóteo, nesse domingo (12). Contudo, até o fechamento desta matéria, nenhuma informação foi repassada sobre a vítima.