Ipatinga

mundo

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Segundo EUA, novo míssil norte-coreano é ameaça para o mundo; artefato percorreu 1,5km

    ‘A atividade mostra o desenvolvimento contínuo do programa nuclear da Coreia do Norte e as ameaças que isso representa para os vizinhos e para a comunidade internacional", afirmou o Pentágono

    Por Plox

    13/09/2021 15h20 - Atualizado há 8 dias

    O governo americano, através do Pentágono, emitiu nota, nesta segunda-feira (13), alertando o mundo de que o lançamento de um novo míssil de cruzeiro de longo alcance feito pela Coreia do Norte representa "uma ameaça" aos países vizinhos e à comunidade internacional. A mídia estatal norte-coreana divulgou imagens do novo míssil de cruzeiro de longo alcance, capaz de atingir grande parte do Japão.

    Os testes de fim de semana, sábado e domingo, envolveram mísseis viajando até 1.500 km (930 milhas), de acordo com agência de notícias oficial KCNA. Ao que isso indica, apesar da escassez de alimentos e de uma crise econômica, a Coréia do Norte ainda é capaz de desenvolver armas.

    ‘A atividade mostra o desenvolvimento contínuo do programa nuclear da Coreia do Norte e as ameaças que isso representa para os vizinhos e para a comunidade internacional", afirmou o Pentágono na nota emitida, afirmando também que os Estados Unidos (EUA) "vão continuar a acompanhar a situação e a consultar de perto os seus aliados e parceiros", disse o Comando Indo-Pacífico norte-americano.

     

    Foto: The North Korean State News Agency)

     

    O governo coreano afirmou que  os mísseis são "uma arma estratégica de grande significado", disse a agência KCNA, acrescentando que os testes foram realizados no sábado e no domingo, com os mísseis atingindo seus alvos antes de cair nas águas territoriais da Coréia do Norte.

    Apesar de atingido por múltiplas sanções internacionais, a Coreia do Norte, sob a liderança do ditador Kim Jong-un, reforçou nos últimos anos a capacidade militar, fazendo diversos ensaios nucleares e testou com sucesso mísseis balísticos capazes de atingir os Estados Unidos.
    O Conselho de Segurança da ONU proíbe a Coreia do Norte de testar mísseis balísticos, mas não mísseis de cruzeiro como esses. Para a ONU, mísseis balísticos são mais ameaçadores do que os mísseis de cruzeiro,  pois podem ter um alcance muito maior, voar mais rápido e transportar cargas poderosas, em grande quantidade.

     

    Foto: The North Korean State News Agency)

     

    Um míssil de cruzeiro é movido por um motor a jato e voa a uma altura mais baixa, já o míssil balístico é movido por um foguete e segue uma trajetória semelhante a um arco. Mas, como os mísseis de cruzeiro voam baixo, eles são difíceis de serem detectados. Um alcance de 1.500 km colocaria grande parte do Japão ao alcance e, segundo os EUA, esses mísseis se tornam uma ameaça para o mundo.

    A mídia estatal norte coreana, ao descrever esses mísseis como "estratégicos", pode estar sugerindo que o regime ditatorial daqueles pais, o mais fechado do mundo, espera colocar uma ogiva nuclear nele. Os analistas ainda não têm certeza se a Coreia do Norte pode miniaturizar uma ogiva nuclear para caber em um míssil de cruzeiro, mas há suspeitas de que seja possível.
     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]